Univeler mantém a base do Rexona no vôlei

Em meio a um ano turbulento para o vôlei feminino, que contou inclusive com a desativação temporária do time de Osasco, antes que a prefeitura da cidade anunciasse a volta da equipe, a Unilever anunciou nesta terça-feira que manterá a mesma base do Rexona para a próxima temporada.

AE, Agencia Estado

16 de junho de 2009 | 15h22

O elenco da Unilever, hexacampeão da Superliga Feminina de Vôlei, manterá assim estrelas como a líbero Fabi, a meio-de-rede Fabiana, a levantadora Dani Lins, a oposto Joycinha, a ponta Regiane e a meio-de-rede Carol Gattaz, todas convocadas para o Montreux Volley Masters, na Suíça, além do técnico Bernardo Rezende.

"É o time com o qual eu conquistei meu primeiro título. Se no início era um sonho, hoje tenho consciência de que estou escrevendo uma história junto com a Unilever," disse a líbero Fabi. "É um dos times mais estáveis que conheço. No ano passado foi mais difícil porque perdemos três atletas, mas conseguimos nos entrosar e fizemos um bom trabalho. Todas as jogadoras se deram muito bem, e acho que isso pesou na hora de cada uma decidir renovar o contrato".

Para a meio-de-rede Carol Gattaz, este ano promete ser ainda melhor do que o ano passado. "Fico feliz por ter renovado e também pelas outras jogadoras permanecerem. Isso é reflexo do trabalho que foi feito na última temporada. O time era novo, mas agora que nos conhecemos melhor, que sabemos das características de cada uma, vamos dar um andamento ainda melhor ao time."

Tudo o que sabemos sobre:
vôleiRexonaUnilever

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.