Vasco e Fla fazem 2º jogo da decisão

Devolver ao Flamengo a derrota da primeira partida, pela série de melhor de cinco partidas da decisão da Superliga Feminina de Vôlei, é o objetivo do Vasco, nesta terça-feira, às 20h30, no Ginásio do Caio Martins, em Niterói. As jogadoras vascaínas prometeram errar menos e garantiram estar recuperadas do fracasso inicial. A técnica do Vasco, Isabel, mostrou a fita da derrota de sábado, por 3 a 1, às jogadoras para que erros de recepção e ataque fossem observados e corrigidos. Para a treinadora, uma equipe que deseja ser campeã não pode ceder 24 pontos, só em erros, ao adversário. "Não me assusta perder um jogo para o Flamengo. Mas é chato saber que o meu time contribuiu para a vitória do adversário", considerou. A levantadora Fenanda Venturini, que tenta conquistar seu 10º título, alertou as companheiras para a necessidade de conter o ataque rubro-negro. "Temos que neutralizar o ataque de meio do Flamengo, o que sobrecarregaria tanto a Virna quanto a Leila nas pontas", afirmou.Isabel tem uma dúvida para escalar a equipe. Por causa de dores no joelho esquerdo, Ida pode não atuar. Se ela não jogar, Marcia Fú será sua substituta. Apesar da vantagem parcial, a ordem no Flamengo é a de manter a concentração e o equilíbrio psicológico, para que a equipe consiga um novo triunfo. A atacante Virna frisou que a principal preocupação rubro-negra deve ser com a força ofensiva do Vasco. Segundo Virna, o Vasco tem o melhor saque da competição e, por isso, durante o treinamento de hoje, as jogadores treinaram recepção. "O saque deles é muito agressivo e optamos por aprimorar nossa recepção", disse. O Vasco deve jogar com Fernanda Venturini, Flúvia, Ida (Márcia Fu), Rô, Natasa Leto e Fabi (líbero). O time do Flamengo terá Gisele, Leila, Virna, Valesquinha, Arlene, Tara Cross e Josiane (líbero).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.