Velocidade da Sérvia preocupa Brasil na semifinal

O Brasil ainda não enfrentou a Sérvia e Montenegro neste Mundial Feminino de Vôlei, no Japão, mas já sabe o que vai encontrar pela frente na semifinal que acontece na madrugada de quarta-feira - será às 3 horas (horário de Brasília), com transmissão da Globo. ?É uma seleção que joga com uma velocidade muito grande em relação a alguns times da Europa", avisou o técnico da seleção brasileira, José Roberto Guimarães.A Sérvia pode ser apontada com a grande surpresa do Mundial até agora. Terminou a primeira fase invicta, vencendo seleções como Itália, Cuba e Peru. E na segunda etapa do campeonato, sofreu sua única derrota, para o Japão. Mesmo assim, garantiu presença na semifinal. A outra finalista do campeonato também sai nesta quarta-feira, do confronto entre italianas e russas.As brasileiras enfrentaram a Sérvia no ano passado, quando o time de Zé Roberto venceu por 3 sets a 0 pelo Torneio de Courmayer, na Itália. ?É um time que vem bem no Mundial e surpreendeu todos até o momento. Em 2005, enfrentamos a Sérvia e o que vi foi um time de qualidade, de jogadoras habilidosas", lembrou o treinador do Brasil, admitindo que as adversárias não têm muita coisa a perder no jogo desta quarta-feira. "Pelo que fez na competição, deve arriscar bastante.?Para conseguir chegar à final, em busca do inédito título mundial para o vôlei feminino do Brasil, Zé Roberto promete pressionar o adversário. ?Nós temos que manter a calma, o controle. Precisamos conseguir um bom saque, trabalhar nossas bolas e cometer poucos erros. A estratégia é pressionar a Sérvia e Montenegro de todas as maneiras. Essa é a única forma de conseguir uma vitória diante dessa equipe?, explicou o técnico.Única invicta no Mundial, a seleção brasileira trabalhou duro nesta segunda-feira, em Osaka. Primeiro, as jogadoras viram um vídeo com as principais jogadas da Sérvia. Depois, fizeram treinamento já voltado para a partida de quarta, ensaiando a estratégia para a semifinal do campeonato.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.