Venturini volta por uma temporada, mas admite ficar mais

Fernanda Venturini garante que não tem medo de desafios. Engana-se quem pensa que, ao anunciar sua volta às quadras depois de três anos de aposentadoria, a levantadora de 40 anos se preocupa com a forma física ou técnica. Ela só teme ser convencida de seguir competindo. "A minha ideia é jogar esta temporada. O problema vai ser se eu jogar bem e receber propostas."

AE, Agência Estado

17 de maio de 2011 | 17h23

De acordo com a levantadora, a ideia de reverter a aposentadoria surgiu após o título da Unilever na Superliga deste ano. Bernardinho, técnico da equipe e marido dela há 12 anos, sugeriu que Venturini voltasse às quadras. Após refletir, a jogadora aceitou mais um pedido do pai de suas duas filhas.

"Gosto de me superar, de enfrentar desafios pessoais. Em quadra, gosto de ganhar. Na academia, quero sempre pegar mais peso, ir aumentando a minha série", revelou Venturini, que terá a árdua missão de manter a velocidade de um time que tem Sheilla, Juciely, Natália, Valeskinha e Mari.

Venturini acha que ainda tem muito a contribuir para o vôlei. "Gosto muito da ideia de poder colaborar com a Roberta (levantadora reserva, de 21 anos) nesse seu processo de amadurecimento. Vejo que ela tem futuro e, logo, poderá assumir um time de nível. Também fico empolgada em atuar ao lado do trio Sheilla, Juciely e Natália, com quem nunca joguei", diz a levantadora, que já jogou com Valeskinha, Mari, Régis e Fabi e faturou três Superligas com a Unilever.

Esta é a terceira vez que Venturi desiste da aposentadoria. A primeira parada foi em 2001, antes do nascimento de sua primogênita, Júlia. Retornou pouco depois e chegou a jogar a Olimpíada de Atenas. Novo adeus em 2006, após conquistar mais uma Superliga pelo Rexona, atual Unilever. Logo em seguida, voltou às quadras para defender o Murcia, da Espanha.

A levantadora estava parada desde 2008 e, no ano seguinte, deu à luz a Vitória, segunda filha dela e de Bernardinho.Ela garante que está melhor fisicamente do que quando jogou na Espanha. "Naquela época, estava planejando ser mãe pela segunda vez. Depois do nascimento da Vitória, voltei a fazer aula de localizada. Tenho uma turma ótima na academia e o ritmo é puxado. Corro eventualmente e, nos fins de semana, sempre que possível, jogo vôlei de praia", comenta Venturini.

O time da Unilever está em férias e se reapresenta no dia 6 de junho, para o início dos treinamentos. Além de Fernanda Venturini, a equipe já confirmou outros 12 nomes para a temporada 2011/12. Estarão no time as campeãs olímpicas Sheilla (oposto), Mari (ponta), Valeskinha (central) e Fabi (líbero); as centrais Juciely e Mara, as ponteiras Natália, Régis e Amanda, a levantadora Roberta, a oposto Juliana Nogueira e a líbero Juju Perdigão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.