Vôlei: BCN quer abrir vantagem sobre MRV

BCN/Osasco e MRV/Minas voltam a se enfrentar neste sábado na briga pelo título da Superliga feminina de vôlei. Depois de vencer o primeiro jogo no último sábado (12), em Belo Horizonte, por 3 sets a 1, o time paulista tenta abrir vantagem no playoff. A equipe equipe mineira, por sua vez, luta para empatar a série melhor de cinco partidas. O jogo será disputado no ginásio José Liberatti, em Osasco, a partir das 18h, com transmissão do Sportv. Apesar de estar na frente no confronto, o técnico do BCN, José Roberto Guimarães sabe que não terá moleza pela frente. "Temos que ter um cuidado muito grande em relação à equipe do MRV/Minas. Elas perderam um jogo importante dentro de casa e, agora, virão mordidas, em busca da igualdade", ressalta Zé Roberto. O treinador espera contar com o apoio da torcida paulista, mas, mesmo jogando dentro de casa, espera um confronto mais disputado. "No primeiro jogo tudo funcionou para o nosso time, enquanto o MRV/Minas encontrou dificuldades, principalmente na recepção e no saque. O Rizola teve uma semana para corrigir e preparar o time. Com certeza, o equilíbrio será muito maior, mesmo sendo em Osasco. Precisamos manter a mesma dinâmica e motivação do primeiro confronto. O clima no time está muito bom e precisamos transferir isto para dentro da quadra", diz o técnico paulista.Enquanto no BCN o clima foi de tranqüilidade durante a semana de preparação para a segunda partida, no MRV a palavra-chave foi recuperação. Para o treinador Antônio Rizola, a equipe mineira precisa evoluir. "Tivemos dificuldade para recepcionar o saque do BCN no primeiro confronto. Durante toda a semana, nossos treinos foram voltados principalmente para a recepção e para o saque, que também não trabalhou muito bem", comenta Rizola.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.