Vôlei: brasileiro está fora da briga para treinar a Polônia

Augusto Sabbatini não está entre os três finalistas escolhidos pela Federação Polonesa de Voleibol

Redação,

27 de dezembro de 2008 | 17h28

O técnico brasileiro Augusto Sabbatini não conseguiu realizar o sonho de comandar a seleção polonesa masculina de voleibol, atual vice-campeã do mundo. Ele se candidatou ao cargo e foi pré-selecionado em uma seletiva ao lado de outros 11 treinadores, mas não ficou entre os três finalistas escolhidos pela Federação do país.Agora, disputam o cargo apenas o italiano Daniele Bagnoli, o argentino Daniel Castellani e o polonês Grzegorz Wagner.A Federação Polonesa de Voleibol define no próximo dia 17 de janeiro quem será o novo comandante da Polônia a partir de 2009.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.