FIVB
FIVB

Vôlei de praia terá só uma etapa do Circuito Mundial no Brasil em 2017

Modalidade vai voltar a ser coadjuvante na competição

Estadão Conteúdo

25 Outubro 2016 | 12h14

Ainda que tenha os melhores jogadores do mundo e tenha feito finais tanto no masculino quanto no feminino nos Jogos Olímpicos do Rio, o vôlei de praia do Brasil vai voltar a ser coadjuvante no Circuito Mundial em 2017. A Federação Internacional de Vôlei (FIVB) divulgou nesta terça-feira o calendário para o ano que vem e só uma etapa será em areias brasileiras.

A única etapa prevista para o País será em Maceió (AL), entre os dias 23 e 26 de março. Numa nova classificação que vai de uma a cinco estrelas, essa será uma etapa de três, o que antes seria equivalente a um Open.

Este ano, além dos Jogos do Rio, o Brasil recebeu quatro etapas, sendo três da série Open, em Maceió, Vitória (ES) e Fortaleza (CE), e um Grand Slam no Rio. Em 2015, o Rio recebeu um Open, que valia como evento-teste, enquanto que em 2014 foi realizado um Grand Slam em Barueri. Naquele ano, o torneio quase não aconteceu e mudou de data e de sede diversas vezes.

O calendário provisório do Circuito Mundial de 2017 prevê 23 eventos em 18 países. Eventos cinco estrelas ainda podem ser marcados nos em Long Beach (EUA) e Roma (Itália). O Campeonato Mundial, a partir de 28 de julho, vai acontecer em Viena, na Áustria, enquanto que o World Tour Finals ainda não tem local definido.

Chama a atenção o fato de a FIVB ter mantido no calendário uma etapa em Kish Island, no Irã, apenas no naipe masculino. Entidades de direitos humanos tem criticado a entidade pelo espaço que dá ao país muçulmano, onde mulheres são proibidas de assistir aos jogos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.