Arquivo/AE
Arquivo/AE

Vôlei feminino do Brasil conquista quinto título em 2009

Seleção brasileira bate os Estados Unidos por 3 sets a 1 (25/17, 25/16, 25/27 e 25/19) e fatura o Final Four

13 de setembro de 2009 | 22h56

A seleção brasileira feminina de vôlei conquistou na noite deste domingo seu quinto título na temporada 2009. Em Lima, no Peru, a equipe venceu os Estados Unidos por 3 sets a 1 (25/17, 25/16, 25/27 e 25/19)  na decisão do Final Four e levantou a taça do torneio pelo segundo ano consecutivo. A medalha de bronze ficou com a República Dominicana, que venceu o Peru por 3 a 0 (25/17, 25/21 e 27/25).

Desde o julho de 2008 o Brasil: são oito competições e oito vitórias. No ano passado, o Brasil venceu o Grand Prix, o Final Four e os Jogos Olímpicos de Pequim. Em 2009, ganhou o Torneio de Montreux, a Copa Pan-Americana, o Pré-Mundial, o Grand Prix e, agora, o Final Four.

Único invicto na competição, o Brasil chegou ao bicampeonato com cinco vitórias e apenas três sets perdidos.

Da equipe brasileira campeã olímpica em Pequim, apenas uma medalhista de ouro participou do campeonato: a ponta Sassá, capitã do time em Lima.

A próxima competição da seleção brasileira será o Campeonato Sul-Americano, em Porto Alegre, entre os dias 30 de setembro e 4 de outubro. Este será o penúltimo compromisso do Brasil em 2009. A temporada será fechada em novembro, no Japão, onde acontecerá a Copa dos Campeões.

DECISÃO

A seleção brasileira começou bem a final contra os EUA. No set inicial chegou ao primeiro tempo técnico com 8 a 3. A vantagem foi ampliada em um contra-ataque de Regiane: 10 a 3. Os Estados Unidos buscaram uma reação. Aproveitando-se de dois erros consecutivos em finalizações do Brasil, as norte-americanas encostaram: 10 a 8. O time brasileiro voltou a ampliar a diferença para cinco pontos: 16 a 11 e 17 a 12. Mais uma vez, os Estados Unidos reagiram. O bloqueio marcou bem o ataque verde-amarelo e a diferença caiu novamente para dois pontos: 18 a 16. Porém, o Brasil era superior e chegou à vitória por 25 a 17.

No segundo set, a seleção brasileira não deu chances às adversárias. Nos dois tempos técnicos, o Brasil fez 8 a 4, com Adenízia, e 16 a 9, com Sassá. No final do set, com a vantagem de 24 a 14, os Estados Unidos ainda marcaram dois pontos, no bloqueio, mas Adenízia fechou o set por 25 a 16.

O primeiro ponto no terceiro set foi das norte-americanas. Um ataque de Joycinha levou o Brasil ao empate. Mas as adversárias entraram dispostas a mudar o panorama da partida. Com um bom saque, que dificultou a recepção brasileira, os Estados Unidos chegaram ao placar de 5 a 2 e na frente também no primeiro tempo técnico: 8 a 4. A seleção brasileira chegou ao empate apenas no 21.º ponto. As norte-americanas salvaram dois match-points - estava 24 a 23 para o Brasil - e Christa Harmotto, com um bloqueio, fechou o set em 27 a 25.

Os Estados Unidos também abriram o marcador no quarto set, mas o time brasileiro não permitiu que as adversárias mais uma vez pulassem à frente no placar. O Brasil chegou aos dois tempos técnicos com 8 a 4 e 16 a 9 no marcador. Com 16 a 11, a seleção brasileira fez cinco pontos consecutivos: 21 a 11. Depois de a seleção perder três match-points, a oposta Joycinha selou a vitória brasileira por 25 a 19.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.