Alexadre Arruda/CBV
Alexadre Arruda/CBV

Vôlei feminino do Brasil diz jogar em 'casa' em Hamamatsu

Seleção brasileira estreia no Mundial na madrugada desta sexta-feira, às 2h30, diante do Quênia

AE, Agência Estado

28 de outubro de 2010 | 11h13

A seleção brasileira feminina de vôlei estreia na madrugada desta sexta-feira no Campeonato Mundial do Japão, a partir das 2h30 (horário de Brasília), quando enfrenta o Quênia. O jogo será em Hamamatsu, a cidade que possui a maior comunidade brasileira no Japão. E isso faz com que as jogadoras do Brasil se sintam em "casa".

Veja também:

especialESPECIAL - Belas e craques do Mundial de vôlei

tabela Tabela do Mundial feminino de vôlei

linkNatália e Adenízia viram dúvida para estreia no Mundial

"Já jogamos aqui em Hamamatsu e nos sentimos em casa. Agora, vamos reencontrar os torcedores. Será importante começar uma competição tão importante e difícil como essa com a torcida a nosso favor", disse o técnico José Roberto Guimarães, lembrando que a seleção brasileira jogará toda a primeira fase do Mundial na cidade.

"Somos muito bem recebidas em Hamamatsu. Adoro a cidade. Parece que estamos no Brasil. No ginásio, a torcida vibra e joga junto. Esse apoio será muito importante na competição", contou a ponteira Jaqueline, uma das titulares da seleção. "É um prazer jogar em Hamamatsu", concordou a central e capitão Fabiana.

Assim, com o apoio da torcida em Hamamatsu, o Brasil estreia diante do Quênia nesta sexta-feira, quando inicia a caminhada em busca de um título inédito para o vôlei feminino brasileiro. Depois, a seleção ainda jogará contra Itália, Porto Rico, Holanda e República Checa pelo Grupo B na primeira fase do Mundial.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.