Vôlei feminino faz estréia no Japão

A Copa dos Campeões, no Japão, será mais um teste para a renovada seleção brasileira feminina de vôlei. A estréia será contra o time da casa, que o técnico Marco Aurélio Motta considera super-habilidoso. Além de ter um estilo de jogo difícil para as brasileiras, as japonesas vão contar com o apoio da torcida em um ginásio lotado. Brasil e Japão jogam na terça-feira, às 8 horas (de Brasília), em Urawa, onde será disputada a primeira fase da competição. Coréia x Estados Unidos e China x Rússia completam a rodada. A Copa dos Campeões distribui US$ 1 milhão em prêmios, com US$ 300 mil para o vencedor. Esta é a terceira edição da Copa e a segunda participação do Brasil (em 1997, ficou em terceiro e a Rússia foi campeã). Este ano, no Grand Prix, as brasileiras venceram as japonesas três vezes em quatro jogos. Virna, Raquel, Erika, Gisele, Karin (Kely), Flúvia e a líbero Fabiana devem formar a base do Brasil. O Japão joga com velocidade e tem uma defesa forte, o que facilita o contra-ataque. Assim, Marco Aurélio treinou as atacantes para a saída rápida da rede, após o bloqueio, para que possam estar em posição de receber o contra-ataque. O treinador também falou da tática que utilizou no GP. "Forçamos o saque curto na rede, em que elas ficam com três atacantes, para dificultar a movimentação. Deu certo e temos de repetir agora." Além dos detalhes técnicos e táticos, Marco Aurélio quer o time concentrado. "É um jogo que exige isso, porque o rival erra pouco e defende tudo." O Brasil enfrenta a Rússia, na quarta-feira; a Coréia, na sexta; os Estados Unidos, no sábado; e a China no domingo.

Agencia Estado,

12 Novembro 2001 | 09h41

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.