Vôlei Futuro bate Pinheiros e segue vivo na Superliga

Equipe de Araçatuba surpreende ao ganhar por 3 sets a 1 e empata série nas quartas de final em 1 a 1

AE, Agência Estado

28 de março de 2010 | 19h02

O Vôlei Futuro surpreendeu neste domingo e venceu o Pinheiros/Mackenzie de virada, por 3 sets a 1, com parciais de 20/25, 26/24, 25/16 e 25/22, no ginásio Plácido Rocha, em Araçatuba, após 2h04min de confronto.

Com o resultado, a equipe da casa devolveu a derrota sofrida na sexta-feira, no primeiro jogo da série melhor-de-três. O triunfo deste domingo manteve o Vôlei Futuro na briga por uma vaga na semifinal da Superliga feminina de vôlei.

Agora, as duas equipes vão decidir a classificação no terceiro jogo da série, na quarta-feira, no ginásio Henrique Villaboin, em São Paulo, às 19 horas. Na primeira partida, o Pinheiros levou a melhor, por 3 sets a 0.

O empate na série melhor-de-três foi comemorado pela ponteira dominicana Mambru, maior pontuadora do jogo, com 20 acertos. "Hoje deu tudo certo. Foi um jogo difícil, mas entramos determinadas em quadra. Lá em São Paulo também temos condições de vencer. Vamos para lá para fazer a mesma coisa que fizemos aqui", avisou.

Para o terceiro e decisivo duelo contra o Pinheiros, a levantadora Ana Cristina pediu garra às suas companheiras. "Precisamos manter o ritmo durante todo o jogo, como foi hoje a partir da final do segundo set. A garra é a principal característica da nossa equipe. A comissão técnica nos pediu para jogarmos com alegria e não desistir nunca. E foi isso que fizemos em quadra".

Do lado do Pinheiros, o técnico Paulo Coco reclamou da atuação da arbitragem. "Coincidentemente, caímos de produção depois daquela bola duvidosa que a arbitragem marcou. Perdemos a cabeça e diminuímos o nosso ritmo. Mas perdemos por nossa culpa, deixamos o jogo fugir do nosso controle", destacou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.