Vôlei: Jovem Natália se destaca em time recheado de estrelas

Jogadora de apenas 19 anos brilha no Finasa na Superliga mesmo tendo ao lado quatro medalhistas de ouro

Rafael Vergueiro, estadao.com.br

05 de dezembro de 2008 | 17h04

Em um time que conta com quatro campeãs olímpicas, as outras jogadoras poderiam ser meras coadjuvantes em quadra. No entanto, não é isso que acontece no Finasa/Osasco (SP) na Superliga feminina de vôlei, equipe que tem entre suas atletas as medalhistas de ouro Thaisa, Paula Pequeno, Sassá e Carol Albuquerque.Veja também:Finasa vence e assume terceira posição na SuperligaSuperliga: Paula Pequeno se destaca na evolução do Finasa A jovem oposta Natália, de apenas 19 anos, joga no mesmo nível das demais companheiras e nem parece sentir a pressão de estar em um time recheado de estrelas. Apesar de ainda ser irregular em algumas partidas, ela mostra que tem um futuro promissor no voleibol devido a potência de suas bolas tanto no saque como na hora de atacar. A jogadora já foi levada pelo técnico José Roberto Guimarães para a seleção brasileira e ficou na reserva durante a disputa da Copa do Mundo em 2007. Agora, se diz contente por poder jogar ao lado das colegas que foram a Pequim. "É uma honra atuar em um time que tem quatro campeãs olímpicas e é uma equipe de estrelas".No entanto, pelo jogo é impossível distinguir Natália das campeãs olímpicas. Na vitória desta quinta do Finasa sobre o Mackenzie/Cia. do Terno (MG), pela segunda rodada do segundo turno da Superliga, ela foi um dos principais destaques do time paulista e no segundo set a equipe chegou a fazer uma seqüência de cinco pontos em seu saque.Além disso, segundo as estatísticas divulgadas pela Confederação Brasileira de Vôlei (CBV), a jovem atleta foi a maior pontuadora da rodada, pois colocou a bola 19 vezes no chão, assim como Tandara Caixeta, do Pinheiros/Mackenzie (SP)."Eu estou aqui fazendo o meu trabalho, mas neste momento penso mais no grupo do que no individual. Sei que ainda temos que evoluir muito e aprender bastante para chegarmos na final", disse Natália.No Finasa/Osasco, além da oposta, as únicas jogadoras que estão entre as titulares e não foram para Pequim são a meio-de-rede Adenízia e a líbero Camila Brait.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.