Vôlei terá ?prazo para comemoração?

Dois dias depois de conquistar o título de Liga Mundial ao derrotar a Itália por 3 a 0, o técnico Bernardinho, da seleção brasileira, determinou a seus jogadores uma espécie de ?prazo para comemorações?. Hoje em São Paulo, em entrevista coletiva, o treinador foi taxativo. ?Podemos comemorar até segunda-feira?, disse ele, referindo-se à data de apresentação da seleção para o início da preparação para Sul-Americano que acontece no final deste mês. O torneio garante vaga no Campeonato Mundial.Bernardinho tentou não se empolgar demais com o título da Liga. ?É nossa obrigação buscar o caminho da melhora. Se nos contentarmos com esse nível certamente seremos ultrapassados?, alertou. ?O sucesso é uma coisa extremamente passageira. Já é passado. Temos que aprender com isso e tocar para frente?, acrescentou. Para o treinador, o título serviu, entre outras coisas, para derrubar um dos mitos do vôlei masculino brasileiro: o de não saber defender. ?Mostramos que isso pode ser diferente?, disse ele sobre o time que em 17 partidas da Liga Mundial perdeu apenas uma.O treinador tentou ser otimista em relação a seleção de futebol, que no domingo perdeu para o Uruguai, nas eliminatórias para a Copa do Mundo. ?O Brasil está em boas mãos. O Felipão (Luiz Felipe Scolari) é um grande líder e um grande técnico, mas é preciso acabar com essa história de que o sucesso depende apenas do placar. É preciso espírito de equipe?, afirmou ele, lembrando que entende pouco de futebol. ?Só sou chamado para jogar peladas com o pessoal (seus jogadores e auxiliares) porque eu sou o chefe?, confessa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.