Vôlei: times só podem ter dois estrangeiros ao mesmo tempo

Medida da FIVB tenta conter o avanço de jogadores estrangeiros na Europa; problemas para brasileiros

EFE

14 de março de 2008 | 14h17

A Federação Internacional de Vôlei (FIVB) aprovou uma proposta que permitirá apenas dois estrangeiros ao mesmo tempo em quadra a partir da temporada 2008/09.A medida, aprovada pelo Conselho de Administração da FIVB durante uma reunião encerrada na noite de quinta-feira, em Lausanne, na Suíça, será submetida a discussão durante o Congresso Mundial do organismo, no próximo mês de junho em Dubai, nos Emirados Árabes.A limitação de estrangeiros por clube foi um dos principais acordos adotados. Para a temporada 2009-2010, as equipes só poderão contratar quatro estrangeiros, e dois deles poderão ser escalados ao mesmo tempo.Na temporada 2010-2011, a FIVB defende a redução de três estrangeiros por clube, mantendo apenas dois em quadra simultaneamente. "Temos compreensão plena das leis européias, mas achamos que o esporte não é uma questão de trabalho", explicou o mexicano Rubén Acosta, presidente da FIVB."A FIVB e a CEV (Confederação Européia de Vôlei) continuarão analisando a questão para determinar a melhor forma de aplicar este plano na Europa e estarão dispostas a facilitar todo tipo de informação à União Européia", destacou o dirigente.Outra medida aprovada pelo Conselho de Administração foi transferir as datas das eleições para 2012, dois anos depois do prazo inicial. Com isso, todos os membros da FIVB - incluído o presidente - terão o mandato ampliado.

Tudo o que sabemos sobre:
FIVBCBV

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.