Wallace pede Brasil 'regular' contra Polônia no vôlei

A instabilidade tem sido uma das principais marcas da seleção brasileira masculina de vôlei na Liga Mundial de 2014. Com apenas três vitórias em oito jogos disputados, sendo seis deles em casa, o time nacional precisa evoluir para ter maiores de chance de classificação à próxima fase da competição. Ciente desta realidade, o oposto Wallace espera que o Brasil possa mostrar regularidade nos dois confrontos que irá travar com a Polônia, em Cracóvia, na sexta-feira e domingo, pelo Grupo A.

AE, Agência Estado

18 de junho de 2014 | 12h48

No último domingo, atuando fora de casa, a equipe comandada por Bernardinho venceu o Irã por 3 sets a 2, mas amargou uma derrota para o rival pelo mesmo placar na sexta-feira. Assim, soma apenas oito pontos em oito jogos, mas Wallace acredita que os brasileiros irão evoluir em busca da vaga no estágio seguinte do torneio.

"O time soube sair de dificuldades e isso nos deu uma motivação ainda maior. Mostramos que conseguimos sair de situações adversas que, inevitavelmente, ocorrem. Precisamos usar esse ânimo para os dois jogos aqui na Polônia e é fundamental que o grupo consiga manter a regularidade. Oscilamos muito, principalmente nos jogos que fizemos em casa, mas depois, no Irã, já melhoramos um pouco", analisou o oposto, em declarações reproduzidas pela Confederação Brasileira de Vôlei (CBV) nesta quarta, quando também destacou que "as partidas contra os poloneses serão decisivas" para o Brasil.

A seleção brasileira já realizou três treinos em solo polonês, onde irá atuar diante da seleção da casa em confronto que servirá para inaugurar a nova Cracóvia Arena, às 14h30 (de Brasília) desta sexta. E o ponteiro Lucarelli, quarto maior pontuador da Liga Mundial até agora, com 110 acertos, enfatizou a importância deste trabalho realizado no palco dos dois próximos confrontos.

"O trabalho aqui na Polônia tem sido muito bom. Estamos nos adaptando ao ginásio, que é muito grande, e é necessário que o grupo se acostume a essas dimensões. É nítido que todos estão muito focados, sabemos que temos chance de conseguir a classificação e, por isso, o nosso pensamento está somente nas vitórias. Estamos treinando forte para buscá-las no fim de semana", projetou.

Tudo o que sabemos sobre:
vôleiLiga MundialBrasil

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.