CBV/Site oficial
CBV/Site oficial

Zé Roberto comemora desempenho do bloqueio em vitória sobre a Holanda

Brasil sobe em classificação no Grand Prix após triunfo por 3 sets a 1

Estadão Conteúdo

21 de julho de 2017 | 22h30

A vitória da seleção brasileira feminina de vôlei sobre a Holanda por 3 sets a 1, nesta sexta-feira, no ginásio Aecim Tocantins, em Cuiabá, pelo Grand Prix, foi muito festejada pelo técnico José Roberto Guimarães. Por dois motivos: deixou o time mais perto da vaga na fase final e pelo bom desempenho do bloqueio.

O resultado colocou o Brasil em quarto lugar na classificação geral com 15 pontos (cinco vitórias e três derrotas). Os Estados Unidos - que bateram a Bélgica por 3 sets a 1 - lideram com 19, seguidos pela Sérvia, com 18, e a Holanda, com 15, mas com um saldo de sets melhor do que as brasileiras.

O Brasil voltará à quadra neste domingo, às 10h05 (de Brasília), para enfrentar os Estados Unidos no terceiro e último duelo da terceira semana da fase de classificação do Grand Prix. As brasileiras precisam de uma vitória para avançarem à fase final, que será no início de agosto na China.

Depois da vitória, Zé Roberto Guimarães fez uma análise da boa partida das brasileiras sobre a Holanda. "Hoje (sexta-feira) nos apresentamos bem. O bloqueio voltou a fazer a diferença e nos ajudou bastante. O time inteiro mostrou uma energia diferente durante a partida. A Natália foi alvo no passe e conseguiu entregar a maioria das bolas. O sistema defensivo também funcionou melhor e precisamos disso. Com essa vitória, demos um passo importante na busca pela classificação", disse.

Maior pontuadora do confronto, a ponteira Rosamaria elogiou o desempenho do Brasil. "Foi um jogo difícil e estávamos precisando de uma partida como essa. Hoje jogamos muito bem taticamente e mantivemos a concentração durante toda a partida. Temos que continuar nessa crescente porque sabemos que todos os jogos nessa fase são decisões", afirmou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.