Nilton Fukuda/Estadão
Nilton Fukuda/Estadão

Zé Roberto diz que Liga das Nações é preparação para Pré-Olímpico

Seleção feminina estreia diante da China, nesta terça-feira, às 20h, em Brasília

Redação, Estadão Conteúdo

20 de maio de 2019 | 18h18

Entre dispensas e novidades na equipe, a seleção brasileira feminina de vôlei vai estrear na temporada 2019 nesta terça-feira, diante da China, na abertura da segunda temporada da Liga das Nações, torneio que substituiu o Grand Prix. O duelo está marcado para as 20 horas, no ginásio Nilson Nelson, em Brasília.

Para esta competição, o técnico José Roberto Guimarães avisa que fará diversos testes no time visando a dura sequência de competições da seleção até o fim do ano. "Vamos usar a Liga das Nações como preparação para a nossa principal competição do ano que é o Pré-Olímpico", afirmou o treinador, referindo-se ao torneio marcado para agosto, em Belo Horizonte.

O primeiro desafio não será dos mais fáceis. Na temporada passada, o Brasil acumulou derrotas diante da rivais chinesas. "É uma equipe está com bastante ritmo de jogo. A escola chinesa é muito boa. Sabemos da qualidade técnica e da velocidade da China. Para nós vai ser bom para nos adaptarmos a esse estilo de jogo. A expectativa é para uma boa partida", projetou Zé Roberto.

Para a estreia na temporada, o treinador contará com diversas baixas. Nas últimas semanas, titulares pediram dispensa alegando lesões e desgaste físico. Por isso, Zé Roberto precisou renovar parte do grupo. Serão três estreantes na seleção principal: Júlia Bergmann, Mayany e Tainara.

No grupo, terão a ajuda de atletas mais experientes, como a levantadora Macris. "Espero jogos difíceis essa semana, mas estou confiante em boas apresentações do nosso grupo", declarou a jogadora, eleita a MVP da última edição da Superliga.

Vinda de um quarto lugar no ano passado, a seleção feminina ainda busca o seu primeiro troféu da Liga das Nações - era recordista de títulos no Grand Prix, com 12 conquistas. Nesta primeira fase da competição, as brasileiras vão enfrentar também a República Dominicana e a Rússia.

Neste início de Liga das Nações, as 16 principais seleções disputam a fase classificatória, com a formação de quatro grupos e quatro equipes a cada semana, definidos em sorteio. As cinco melhores vão à fase final, que terá a anfitriã China. Esta etapa decisiva do torneio será disputada entre 3 e 7 de julho.

Depois da Liga das Nações, a seleção feminina terá os Jogos Pan-Americanos de Lima (agosto), a Copa do Mundo (setembro) e o Pré-Olímpico.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.