Zé Roberto elogia foco e paciência do Brasil em segunda vitória no Grand Prix

Se diante da Itália, quinta-feira, a seleção brasileira feminina de vôlei entrou em quadra "relaxada", contra o Japão, nesta sexta, pela segunda rodada do Grand Prix, o comportamento foi outro. Tanto que o técnico José Roberto Guimarães, que reclamou da postura da equipe diante das italianas, agora elogia suas atletas.

Estadão Conteúdo

10 de junho de 2016 | 18h37

"O que mais gostei na partida foi o foco que tivemos para jogar contra o Japão. As japonesas sempre requerem muito do nosso time pelo sistema de jogo delas. Esse tipo de partida é importante para o nosso time se acostumar com as mudanças de ritmo que vamos ter em toda a nossa trajetória no Grand Prix e nos Jogos Olímpicos", explicou o treinador.

Se a vitória sobre a Itália foi por 3 sets a 1, contra o Japão, nesta sexta, também na Arena Carioca 1, no Rio, o triunfo veio em sets diretos. "Jogamos bem no primeiro e no terceiro sets. No segundo, deixamos o Japão abrir e tivemos que correr atrás", avalia Zé Roberto.

O destaque da partida, com sobras, foi Thaisa. A central fez oito pontos só no primeiro set e fechou o jogo com 19. Foi a primeira atuação dela pelo Brasil após quase dois anos, uma vez que a bicampeã olímpica operou os dois joelhos durante a temporada internacional de 2015.

"Entramos em quadra muito concentradas. O Japão é uma equipe rápida que joga com velocidade. Tivemos uma postura muito positiva desde o começo. Estou treinando forte e foi muito bom voltar a jogar pelo Brasil pela primeira vez desde as minhas duas cirurgias no joelho", destacou ela.

Com duas vitórias nas duas primeiras rodadas, o Brasil volta a jogar no domingo, às 10h05, contra a Sérvia. Depois, serão mais duas rodadas, com três jogos por final de semana, até o hexagonal final, no início de julho.

Tudo o que sabemos sobre:
José Roberto GuimarãesVôlei

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.