FIVB/Divulgação
FIVB/Divulgação

Zé Roberto exalta atuação do Brasil contra a Holanda: 'Estou orgulhoso'

Seleção feminina de vôlei garantiu vaga na semifinal da Liga das Nações com vitória por 3 sets a 0

Estadão Conteúdo

28 Junho 2018 | 15h02

O treinador José Roberto Guimarães parabenizou a seleção brasileira feminina de vôlei pela vitória por 3 a 0 sobre a Holanda, nesta quinta-feira, em Nanquim, na China, pela Fase Final da Liga das Nações. Além de gostar do resultado, que classificou o Brasil no Grupo A para a semifinal da competição, o técnico disse ter aprovado o desempenho da equipe na partida.

+ Turquia se recupera, vence Sérvia e segue viva na fase final da Liga das Nações

+ Duplas ganham e Brasil terá força máxima na etapa da Polônia do vôlei de praia

"Estou orgulhoso pela maneira com que o time se comportou na partida contra a Holanda. Jogamos bem em quase todos os fundamentos. A Liga das Nações está sendo uma longa jornada. Esta é a sétima semana sem voltar para casa. Todos estão trabalhando duro diariamente. A energia desse time continua incrível", comentou o treinador.

Além da vitória, a seleção comemorou a boa participação de Gabi na partida. Ela operou o joelho de setembro de 2017 e, pela primeira vez, conseguiu disputar um jogo inteiro pela seleção desde o seu retorno às quadras.

"Estou muito feliz por ter conseguido jogar a partida inteira. Ainda preciso diminuir um pouco os erros, mas não tive dores durante todo o jogo. A equipe jogou muito bem e com confiança. Sabíamos que essa partida era fundamental pela possibilidade de nos colocar na semifinal", comentou a ponteira.

 

Gabi elogiou o comando da seleção pelo planejamento antes da Fase Final da Liga das Nações. "A preparação do Zé e da comissão técnica foi muito bem pensada para eu chegar bem nesse momento. Algumas vezes eu queria jogar mais e eles me seguravam e falavam: 'No momento certo você vai nos ajudar ainda mais'. Foi isso que aconteceu", explicou a jogadora.

A ponteira Também fez uma análise sobre o próximo adversário das brasileiras na competição. "A China é a grande favorita. Elas estão jogando em casa e terão o apoio da torcida. A Zhu, na minha opinião, é a melhor jogadora do mundo e a Lang Ping é uma grande treinadora, que arma muito bem o time. Esperamos fazer uma excelente partida", afirmou Gabi, que fez 14 pontos contra a Holanda, atrás apenas da oposta Tandara, que fez 17.

Contra a China, o Brasil vai entrar em quadra às 9h30 (de Brasília) para duelo que vale o primeiro lugar do Grupo A. Como as chinesas venceram a Holanda por 3 sets a 1 na primeira rodada, as seleções brasileira e chinesa já estão na semifinal, enquanto as holandesas foram eliminadas.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.