Zé Roberto exalta bloqueio e saque brasileiro em vitória

Treinador voltou a ficar satisfeito com o desempenho da seleção brasileira feminina de vôlei após o time fazer 3 a 0 na Rússia

Estadão Conteúdo

09 de agosto de 2014 | 14h41

O técnico José Roberto Guimarães ficou satisfeito com o desempenho da seleção brasileira feminina de vôlei na vitória por 3 sets a 0 (25/15, 25/21 e 25/17) sobre a Rússia, neste sábado, no Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo, pelo Grand Prix. O treinador destacou o bom desempenho da equipe no bloqueio e no saque em um jogo que ele classificou como um "bom teste".

"Nosso saque foi muito eficiente e conseguimos quebrar o passe delas. O bloqueio também funcionou. A situação mais difícil foi o início do segundo set, quando elas jogaram um pouco mais soltas e tivemos que arrumar nosso sistema. No entanto, hoje o mais importante foi termos saído da dificuldade que encontramos no segundo set. Fizemos um bom jogo e foi um bom teste", disse Zé Roberto, também destacando o poder de reação da seleção no segundo set, quando chegou a estar perdendo por 19/15.

A fácil vitória passou pela excelente atuação de Thaísa, a principal pontuadora da partida, com 15 pontos, sendo nove de ataque e seis de bloqueio. A central, porém, dividiu os méritos pela vitória com as suas companheiras da seleção. "Fiquei feliz com o meu desempenho. No entanto, o mais importante é que jogamos como uma equipe. Estamos ajudando uma a outra e, assim, o nosso jogo fluiu contra as russas. O nosso bloqueio teve um grande papel. Tivemos boas sequências desse fundamento", disse Thaísa.

Com cinco vitórias em cinco jogos, o Brasil tem a melhor campanha do Grand Prix e agora vai enfrentar os Estados Unidos, neste domingo, às 10h, novamente no Ibirapuera. A capitã Fabiana avaliou o que a equipe precisa fazer em quadra para seguir invicta no torneio.

"No jogo contra as americanas precisamos manter o que fizemos até aqui, sacar bem e tirar a bola das centrais que são muito fortes, principalmente a Akirandewo, que está muito bem", afirmou Fabiana.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.