Divulgação
Divulgação

Zé Roberto exalta força de 1º rival do Brasil na fase final da Liga das Nações

Seleção brasileira vai enfrentar a Polônia na madrugada desta quinta-feira

Redação, O Estado de S.Paulo

02 de julho de 2019 | 15h21

A seleção brasileira feminina de vôlei fará a sua estreia na fase final da Liga das Nações na madrugada desta quinta-feira, às 4 horas (de Brasília), em Nanquim, na China, diante da Polônia. O duelo será válido pelo Grupo B deste estágio derradeiro da competição e o técnico da equipe nacional, José Roberto Guimarães, exaltou a força do time polonês, cujo crescimento em 2019 motivou o comandante a alertar sobre as qualidades das oponentes.

"A Polônia evoluiu muito neste último ano, tanto que conseguiu a classificação para a fase final da Liga das Nações. Elas (polonesas) têm um bloqueio eficiente e um bom volume de jogo. Além disso, a Smarzek (oposta da equipe) está fazendo uma grande competição e tem sido o desafogo do time delas (no ataque)", destacou o treinador.

Zé Roberto ainda disse acreditar que a Polônia pode superar qualquer adversário que encarar nesta semana na Liga das Nações, embora tenha terminado a fase anterior em sexto lugar e não esteja entre as principais favoritas ao título.

"É uma equipe extremamente perigosa e vai jogar de igual para igual com todos os times dessa fase final. Será um jogo importante para o nosso grupo. Teremos de ter uma boa relação entre o bloqueio e a defesa. Também vamos precisar de uma concentração muito grande no saque", completou.

A ponteira Gabi também acredita que o Brasil terá um jogo complicado pela frente nesta quinta-feira e exaltou a importância de um dos fundamentos da seleção para poder superar as polonesas, que na segunda semana de disputas desta Liga das Nações derrotou as brasileiras por 3 sets a 2, na Holanda.

"Será uma partida difícil. Tivemos dificuldade contra elas na fase de classificação e acabamos superadas no quinto set. Passamos essa semana estudando a equipe delas e nos preparando para esse confronto. Será fundamental termos bastante agressividade no saque. A Polônia tem uma equipe muito alta, portanto com um bom saque acabamos ajudando o tanto o nosso bloqueio como a defesa. Vamos com tudo para esse jogo", disse a jogadora.

Com 11 vitórias e quatro derrotas em 15 jogos, a seleção brasileira terminou a fase de classificação da Liga das Nações em terceiro lugar, com 35 pontos, mesma pontuação de China e Estados Unidos, respectivas líder e vice-líder pelos critérios de desempate.

Antes de pegar o Brasil, a Polônia vai estrear na fase final do torneio nesta quarta-feira, às 4 horas (de Brasília), contra as norte-americanas, que também integram este Grupo B. Em outro duelo do dia, marcado para começar às 8h30, as anfitriãs chinesas enfrentarão a Turquia na abertura do Grupo A, que conta ainda com a Itália. Após medir forças com as polonesas, as brasileiras voltarão à quadra na sexta-feira diante dos Estados Unidos, também às 4h (de Brasília).

Os dois primeiros colocados de cada chave avançarão às semifinais, nas quais os líderes de um grupo pegam os vice-líderes do outro, no sábado. A decisão está marcada para ocorrer no domingo, às 8h30 (de Brasília).

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.