Zé Roberto exalta reação e avanço do Brasil no vôlei

Embora a equipe tenha sofrido para confirmar seu favoritismo nesta sexta-, diante dos EUA, técnico se disse satisfeito com a atuação

Estadão Conteúdo

15 de agosto de 2014 | 15h21

Depois de ver a seleção brasileira feminina de vôlei vencer os Estados Unidos por 3 sets a 2 (29/31, 22/25, 25/22, 25/19 e 15/10), de virada, nesta sexta-feira, em Bangcoc, o técnico José Roberto Guimarães voltou a exibir satisfação com mais uma atuação do time nacional no Grand Prix. Embora a equipe tenha sofrido para confirmar seu favoritismo, o treinador exaltou a grande reação mostrada nas três últimas parciais do confronto, assim como celebrou a classificação antecipada à fase final da competição.

"Nosso time arriscou bastante nos contra-ataques em um momento que os Estados Unidos estavam muito armados tanto no bloqueio como na defesa. A partir do terceiro set, começamos a trabalhar mais as bolas, não arriscamos tanto, e tivemos uma qualidade tática melhor. Nessa hora, nosso time passou a se movimentar com mais eficiência, o saque passou a entrar e contra-atacamos com mais eficiência", afirmou o comandante, ao analisar o desempenho das brasileiras, invictas até aqui no torneio.

Em seguida, Zé Roberto enfatizou que o time mostrou maturidade para reagir diante de um forte rival. "Saímos de uma situação muito difícil hoje e estamos classificados", completou o treinador, que agora poderá se dar ao luxo de poupar titulares a partir do duelo deste sábado, às 4 horas (de Brasília), contra a República Dominicana. Em seguida, as brasileiras pegarão as tailandesas, às 6h30 de domingo.

A oposto Sheilla, por sua vez, enalteceu o fato de que o Brasil passou a errar menos a partir do terceiro set do jogo diante das norte-americanas e, assim, engrenou até vencer por 3 sets a 2. "Nesse momento, toda a equipe cresceu de produção e o nosso jogo apareceu. Ainda precisamos evoluir, mas estamos no caminho certo. O grupo hoje está de parabéns pela atitude apresentada em um momento difícil", ressaltou.

Discurso parecido também fez a central Thaísa, que ainda enalteceu a força do conjunto brasileiro. "Começamos o jogo errando muito. Quando passamos a trabalhar a bola e tivemos mais paciência nos contra-ataques, o jogo começou a melhorar para nós. Nosso time está de parabéns, pois mostrou força em um momento difícil. Viramos a partida contra uma equipe muito forte. Foi a vitória de um grupo", destacou.

Tudo o que sabemos sobre:
vôleiGrand PrixBrasil

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.