Divulgação/FIVB
Divulgação/FIVB

Zé Roberto exalta reservas após nona vitória do Brasil

Brasileiras avançam como líder do Grupo F, acompanhado de EUA e Rússia; Itália, China e República Dominicana também se classificam

Estadão Conteúdo

05 de outubro de 2014 | 20h17

Já garantido na terceira fase da Mundial Feminino de Vôlei, o Brasil entrou com seu time reserva para enfrentar os Estados Unidos, neste domingo, na última rodada da segunda fase. Com 20 pontos da oposto Tandara, venceu por 3 sets a 0 e mostrou a força do seu elenco. Afinal, das titulares, só a volante Camila Brait jogou.

"O mais importante dessa partida foi termos feito todas as jogadoras entrarem em quadra. Foi possível dar rodagem para algumas jovens que fizeram uma grande partida. Fiquei muito feliz como elas se apresentaram. Jogamos para ganhar. Sempre falei que uma equipe não pode ter somente sete jogadoras. Foi um jogo bom de se assistir", comentou Zé Roberto Guimarães.

O Brasil avançou como líder do Grupo F, acompanhado de Estados Unidos e Rússia. Pelo Grupo E, a Itália, dona da casa, passou na primeira colocação, acompanhada de China e República Dominicana. Assim, no sorteio que vai acontecer nesta segunda-feira, Brasil e Itália serão cabeças de chave.

Sabendo que não vai enfrentar a Itália, o Brasil também recebe a garantia de que joga na quarta-feira, descansa na quinta, e volta a atuar na sexta-feira. Esse direito poderia ser cancelado se as italianas, donas da casa, caíssem no mesmo grupo que o Brasil. Essa terceira fase, assim com a semifinal (sábado) e a final (domingo) será em Milão.

Notícias relacionadas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.