FIVB/Divulgação
FIVB/Divulgação

Zé Roberto exalta saque e concentração da seleção feminina de vôlei

Brasil fez 3 sets a 0 sobre a China nesta sexta-feira, em Nanquim, pela Liga das Nações

Estadão Conteúdo

29 Junho 2018 | 17h14

O técnico José Roberto Guimarães comemorou a vitória da seleção brasileira feminina de vôlei nesta sexta-feira e exaltou o eficiente saque exibido pelas jogadoras no triunfo sobre a campeã olímpica China, considerada uma das favoritas ao título da Liga das Nações, por 3 sets a 0, com parciais de 25/20, 25/22 e 25/22, em Nanquim.

+ Duplas brasileiras vencem e vão às quartas de final em etapa do vôlei de praia

+ Estados Unidos vencem a Sérvia, garantem 1º lugar e vão à semi da Liga das Nações

"Hoje o time fez uma boa apresentação. O nosso saque ajudou o sistema defensivo. Foi muito bom ver a vontade do grupo de vencer a partida", analisou o treinador, que exaltou também a atitude demonstrada pela equipe ao longo dos três sets. "O mais importante foi a atitude que tivemos desde o começo até o final do jogo. A partida foi difícil e o time manteve o foco durante todo o confronto. A equipe estava atenta e bem preparada."

Um dos destaques da partida, a ponteira Gabi também enalteceu a disposição da equipe no jogo. "Sabíamos da importância desse jogo. Ficar em primeiro do grupo era um dos nossos objetivos. Jogamos bem taticamente para vencer a China dentro da casa delas. Todo o time jogou muito bem. A nossa defesa funcionou e o saque fez a diferença", reforçou a jogadora.

Na semifinal, o time brasileiro vai enfrentar a Turquia às 4 horas (horário de Brasília) deste sábado. "É a partida mais importante. Vamos jogar daqui a pouco contra a Turquia. Se tivermos a mesma atitude de hoje teremos chance. A Turquia evoluiu muito e tem uma mescla de juventude com experiência", afirmou Zé Roberto.

Acostumado com o vôlei turco, o treinador elegeu a central Eda como a maior preocupação da seleção brasileira. "Na minha opinião a jogadora que segura o time delas é a Eda que jogou comigo dois anos no Fenerbahçe. Ela é muito boa tecnicamente e está liderando a Turquia. É uma equipe que saca muito bem e não tem nada a perder", afirmou.

A outra semifinal vai reunir a anfitriã China e os Estados Unidos em duelo agendado para este sábado, às 8h45 (horário de Brasília).

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.