Daniel Dal Zennaro/EFE
Daniel Dal Zennaro/EFE

Zé Roberto exalta superação do Brasil para levar bronze

Seleção brasileira bateu a anfitriã Itália por 3 sets a 2, com parciais de 25/15, 25/13, 22/25, 22/25 e 15/7, no Mundial de Vôlei Feminino

Estadão Conteúdo

12 de outubro de 2014 | 18h09

Apenas um dia depois da decepcionante derrota nas semifinais do Mundial da Itália, a seleção brasileira feminina de vôlei voltou à quadra e garantiu a conquista da medalha de bronze neste domingo. Diante da Itália, a equipe teve um desempenho bem diferente da derrota para os Estados Unidos e venceu por 3 sets a 2, com parciais de 25/15, 25/13, 22/25, 22/25 e 15/7.

"O time estava com uma autoestima muito baixa ontem, depois da semifinal. Hoje, antes do vídeo, conversamos sobre como era importante essa medalha de bronze. Elas precisavam valorizar essa disputa do terceiro lugar. Recebemos muitas mensagens de apoio do Brasil. As jogadoras mostraram caráter e muita força. Esse resultado coroa todo o trabalho desse grupo", exaltou o técnico José Roberto Guimarães.

De fato, as brasileiras mostraram postura mais confiante que no dia anterior, quando entraram com o favoritismo mas foram arrasadas pelas norte-americanas. O choro das jogadoras no fim do jogo deixou claro o peso que tiraram das costas com a terceira colocação e o quanto o time valorizou este resultado.

"É difícil falar agora. Passamos por muita dificuldade para estar aqui. Mas agradeço a Deus toda a superação de hoje e por conseguirmos sair com mais uma medalha. Tem muita pressão. Tínhamos que sair com uma vitória. Valorizamos cada passo que damos. Apesar de algumas pessoas não valorizarem essa medalha, valorizamos por tudo que passamos para estar aqui", disse a capitã Fabiana, uma das mais emocionadas após a partida.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.