Vicente Condorelli/ Divulgação
Vicente Condorelli/ Divulgação

Zé Roberto festeja ritmo da seleção em vitória fácil no vôlei

No Ginásio do Ibirapuera, Brasil fazem 3 a 0, com 25/17, 26/16 25/14

Estadão Conteúdo

10 de julho de 2015 | 19h10

A seleção brasileira feminina de vôlei confirmou favoritismo com tranquilidade nesta sexta-feira ao vencer a Bélgica por 3 sets a 0, com parciais de 25/17, 25/16 e 25/14, no Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo. Tendo em vista a fragilidade do adversário, o técnico José Roberto Guimarães pôde rodar bastante as jogadoras em quadra, dando ritmo ao grupo para a sequência do Grand Prix, no qual o time nacional voltará a atuar na capital paulista neste sábado, às 10 horas, contra a Tailândia.

"Depois do primeiro set, nós melhoramos o saque e o bloqueio e merecemos a vitória. Gostei da forma que nós jogamos especialmente porque tivemos a oportunidade de colocar todas as jogadoras em quadra. Precisamos dar ritmo de jogo para todas as atletas", ressaltou o comandante, elogiando a atuação coletiva da equipe.

Maior pontuadora do confronto, com 13 acertos, a ponteira Gabi também exaltou o bom desempenho das brasileiras em um dos fundamentos elogiados pelo comandante. "Fiquei feliz pelo time. É ótimo encaixar bons bloqueios, pontuar, mas principalmente porque isso ajuda a nossa equipe. Todas as meninas estiveram muito bem. Estávamos bem posicionadas no bloqueio e conseguimos ditar o ritmo de jogo após o susto no início do primeiro set", ressaltou.

Já a central Carol admitiu que o time começou "um pouco devagar" em quadra, permitindo um bom início das belgas no primeiro set. Ela, porém, enfatizou que em seguida o Brasil deslanchou e venceu sem problemas. "Até por ser uma estreia em casa, tem um pouco de nervosismo, que passa com os minutos. Depois crescemos, ajustamos o bloqueio, que passou a tocar em praticamente todas as bolas. Isso deu confiança ao nosso time, a virada de bola passou a funcionar bem e colocamos pressão. Nossa equipe foi evoluindo, permitindo inclusive algumas mudanças na partida", analisou.

Tudo o que sabemos sobre:
vôleiGrand PrixBrasilBélgica

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.