FIVB/Divulgação
FIVB/Divulgação

Zé Roberto festeja vaga por antecipação na Liga das Nações: 'Primeira conquista'

Seleção feminina de vôlei garantiu classificação com vitória sobre a Bélgica

Estadão Conteúdo

12 Junho 2018 | 18h02

O treinador José Roberto Guimarães comemorou a classificação antecipada da seleção brasileira feminina de vôlei à fase final da Liga das Nações, após vitória sobre a Bélgica por 3 sets a 1 (25/15, 25/14, 21/25 e 25/23), nesta terça-feira, em Eboli, na Itália.

+ Seleção masculina bate China e fatura a 7ª vitória seguida na Liga das Nações

+ Josi e Lili faturam título em etapa chinesa do vôlei de praia

"Chegar na fase final de um campeonato difícil como a Liga das Nações é muito gratificante. Jogamos contra grandes times do mundo, enfrentamos viagens, fusos diferentes, e perdemos uma jogadora importante como a Drussyla. Essa passagem de fase é uma primeira conquista. Jogar a Fase Final será importante pois teremos a oportunidade de enfrentar as grandes seleções do mundo. Agora, temos que continuar cuidando das partes física e técnica", disse o técnico da equipe nacional, que conquistou 11 vitórias em 13 jogos na competição.

A ponteira Gabi, que atuou em dois sets na vitória sobre as belgas, também festejou a classificação. "Sabíamos que esse jogo contra a Bélgica seria difícil. Elas têm um time jovem, guerreiro e promissor. Jogamos sem a Drussyla, mas a Rosamaria entrou bem na partida, ganhou ritmo e eu consegui jogar dois sets, o que foi muito positivo."

No geral, as brasileiras estão na segunda posição, com 31 pontos, atrás dos Estados Unidos, com 34, e não podem mais ser alcançadas pela Itália, sexta colocada na tabela, com 21 pontos. Participam da fase final as cinco primeiras entre as 16 seleções que disputam a competição, mais a China, anfitriã.

A fase decisiva será disputada em Nanjing, no período dos dias 27 de junho e 1º de julho. Na continuação desta primeira fase, o Brasil volta à quadra às 12 horas (de Brasília) desta quarta-feira contra a Tailândia.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.