JF Diório|Estadão
JF Diório|Estadão

Zé Roberto pede melhora na defesa da seleção feminina de vôlei

Brasil foi derrotado pela Alemanha por 3 sets a 1, em Barueri, na estreia da Liga das Nações, nesta terça-feira

Estadão Conteúdo

15 Maio 2018 | 21h46

A seleção brasileira feminina de vôlei estreou com um resultado negativo na Liga das Nações, competição que substitui o Grand Prix. A equipe comandada pelo treinador José Roberto Guimarães foi superada, nesta terça-feira, pela Alemanha por 3 sets a 1, no ginásio José Correa, em Barueri. Brasileiras e alemãs estão no mesmo grupo da Sérvia e do Japão nesta primeira semana da competição.

+ Renan se diz preocupado com pouco tempo para preparação da seleção

Depois da estreia, Zé Roberto Guimarães pediu uma melhora no sistema defensivo do time brasileiro para os próximos jogos. "Poderíamos ter atuado um pouco melhor e ido para cima da Alemanha. No entanto, o nosso sistema defensivo não funcionou e quando a relação bloqueio-defesa não ajuda, a gente começa a sentir o jogo. Foi o que aconteceu hoje (terça-feira)", explicou.

O Brasil voltará à quadra às 15 horas desta quarta-feira contra o Japão, novamente em Barueri. A semana de jogo será fechada na quinta contra a Sérvia.

A central Carol, que marcou oito pontos na partida, lamentou o resultado contra a Alemanha, mas mostrou otimismo na recuperação do Brasil. "A partida de hoje (terça-feira) fugiu um pouco do nosso controle. Sabemos que esse foi o primeiro jogo da temporada. Ficamos tristes com o resultado, mas ainda temos muita competição pela frente. Vamos continuar treinando forte e os resultados vão aparecer naturalmente", disse.

Depois da Liga das Nações, a seleção feminina disputará outras três competições em 2018: Copa Pan-Americana, entre os dias 6 e 15 de julho, Montreux Volley Masters, na Suíça, entre 4 e 9 de setembro, além do Mundial, no Japão, de 29 de setembro a 20 de outubro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.