Matt Rourke/ AP
Matt Rourke/ AP

Zé Roberto projeta 'grupo perigoso' para o Brasil no Mundial de vôlei

Tandara afirma que derrota para a Sérvia na primeira fase serviu de aprendizado

Estadão Conteúdo

04 Outubro 2018 | 13h58

O técnico José Roberto Guimarães classificou o novo grupo do Brasil no Mundial feminino de vôlei de "perigoso", após a vitória sobre o Casaquistão por 3 sets a 0. Na sua avaliação, a seleção brasileira feminina vai precisar mostrar sinais de evolução na defesa para alcançar a próxima fase da competição disputada no Japão.

Depois de encerrar sua participação na primeira fase do Mundial, o time do Brasil entrou no Grupo E, ao lado de Sérvia, República Dominicana, Porto Rico, Holanda, Japão, Alemanha e México. Nesta chave, as brasileiras vão enfrentar somente as alemãs, mexicanas, holandesas e japonesas. Somente as três primeiras colocadas de cada uma das duas chaves restantes vão avançar no Mundial.

"É um grupo perigoso. Alemanha, Japão e Holanda têm muito volume de jogo. Talvez o México seja o time tecnicamente mais novo. Já os outros vão requerer uma performance importante de bloqueio e defesa e um saque preciso e agressivo. Só a Holanda ainda não perdeu entre os nossos adversários na próxima etapa. Nessa fase cada jogo será uma final para o nosso time", projetou Zé Roberto.

O Brasil chegará para a segunda fase da competição com um saldo de quatro vitórias e uma derrota. Os dois últimos confrontos foram tranquilos, com "passeios" sobre Quênia e Casaquistão, o que usado pelo treinador para dar ritmo ao time e corrigir as falhas da defesa.

Na avaliação da oposta Tandara, maior pontuadora da seleção nesta quinta, a seleção vem ganhando confiança no Mundial. "A primeira fase foi muito importante para nossa equipe. Tivemos um tropeço com a Sérvia, no qual perdemos um jogo que poderíamos ter jogado melhor. Essa partida serviu de aprendizado e fizemos jogos melhores com o Quênia e o Casaquistão. Agora, já temos que pensar na próxima fase, com novos adversários e desafios, e vamos para cima", previu Tandara.

Na nova fase do campeonato, o Brasil jogará todas as suas partidas na cidade de Nagoya. As brasileiras vão estrear na segunda fase contra a Alemanha na madrugada de domingo, à 1h25, pelo horário de Brasília).

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.