Amanda Perobelli/Estadão
Amanda Perobelli/Estadão

Zé Roberto projeta novo jogo difícil contra a Sérvia no Grand Prix

Seleção feminina de vôlei foi derrotada pelas sérvias na primeira semana da competição

Estadão Conteúdo

12 de julho de 2017 | 17h58

A seleção brasileira feminina de vôlei estreou no Grand Prix, na semana passada, com duas vitórias e uma derrota. O revés foi contra a Sérvia, que será justamente o primeiro adversário do time nacional na segunda semana da competição, em Sendai, no Japão. Passada aquela derrota, o técnico José Roberto Guimarães projeta novo duelo complicado pela frente.

"A Sérvia é um dos melhores times da atualidade. Fizemos um jogo ruim contra elas na primeira semana onde ainda conseguimos quebrar algumas vezes o passe delas, mas nossa relação entre bloqueio e defesa deixou a desejar. Precisamos melhorar isso para o jogo de sexta-feira", comentou o treinador, referindo-se à derrota por 3 sets a 0.

Zé Roberto afirma que o maior desafio da seleção será neutralizar o ataque o eficiente bloqueio das sérvias. "A Sérvia tem um dos melhores ataques do mundo com as bolas altas e um bloqueio pesado. Temos que tentar evoluir tanto o nosso sistema defensivo como os contra-ataques", avaliou o técnico.

Na sua opinião, a Sérvia não será o único desafio da seleção nesta segunda semana do Grand Prix. Ele destacou que uma das dificuldades que serão encontradas pelas brasileiras será a diferença de "escolas" de vôlei. Depois de enfrentar a Sérvia, às 3h40 (horário de Brasília) da sexta-feira, o Brasil vai encarar a Tailândia, no dia 15, e o Japão, no dia 16, domingo.

"Vamos jogar primeiro contra uma equipe europeia que tem seus pontos fortes, o bloqueio e a bola alta tanto no ataque como contra-ataque. Logo em seguida enfrentaremos dois adversários asiáticos que imprimem muita velocidade. Essa adequação para virar a chave rapidamente é determinante. Enfrentar essas escolas diferentes é muito importante para o aprendizado de todo o nosso time", projetou Zé Roberto.

Notícias relacionadas
Tudo o que sabemos sobre:
vôlei

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.