Lucas Figueiredo/CBF
Lucas Figueiredo/CBF

CSA empata com o Fortaleza e conquista título inédito da Série C

Time alagoano é campeão da terceira divisão com empate sem gols contra cearenses, dentro de casa

Estadão Conteúdo

21 Outubro 2017 | 21h10

O tão esperado título nacional, enfim, chegou para o CSA, 104 anos após sua fundação. O time alagoano sagrou-se campeão brasileiro da Série C, neste sábado, no estádio Rei Pelé, em Maceió, ao empatar sem gols com o Fortaleza. No jogo de ida, o CSA tinha vencido por 2 a 1 e entrou em campo com a vantagem do empate. O Fortaleza precisava vencer por dois gols de diferença, mas não conseguiu.

+ Reportagem mostra trabalho de reestruturação do CSA

Tanto o campeão como o vice da terceira divisão nacional já tinham garantido o acesso para a Série B de 2018, ao lado dos outros dois semifinalistas: o São Bento, de Sorocaba, e o Sampaio Corrêa.

O jogo foi muito equilibrado no primeiro tempo. O Fortaleza pareceu que iria pressionar, mas adotou uma postura cautelosa e quase sofreu o gol aos oito minutos. Após falta cobrada por Daniel Costa, o atacante Michel Douglas cabeceou, o goleiro Marcelo Boeck deu um tapa e a bola ainda tocou na sua trave esquerda. O time cearense ameaçou em um chute de longe de Ronny, com Mota fazendo grande defesa aos 19 minutos.

O segundo tempo teve a mesma tônica. O Fortaleza teve uma chance de ouro em um cabeceio de Adalberto, que tirou tinta da trave esquerda de Mota, aos 25 minutos. Depois disso, os cearenses cansaram. E apoiados pelos torcedores, os jogadores do CSA se agigantaram.

A partir daí, o CSA criou as melhores chances, transformando Marcelo Boeck no melhor em campo. Aos 30 minutos, após escanteio, o zagueiro Jorge Felipe subiu no segundo andar e testou firme. Boeck saltou, desviou a bola que ainda tocou na sua trave direita. Três minutos depois, da intermediária, Rafinha soltou a bomba e Boeck espalmou de novo.

Nesta altura, o Fortaleza já estava abatido, sem forças para atacar. De outro lado, a torcida festejava nas arquibancadas o inédito título para o CSA e para o futebol alagoano.

HISTÓRICO

O CSA, em seus 104 anos, já foi vice-campeão da Série B em 1980, 1982 e 1983, além do vice-campeonato da Série D em 2016, quando perdeu para o Volta Redonda, porém, garantiu o acesso.

Em 99 anos de vida, o mais perto que o Fortaleza havia chegado de conquistar títulos nacionais foi quando sagrou-se vice-campeão da Taça Brasil em 1960 e 1968 e também quando foi vice da Série B em 2002 e 2004.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.