Washington Alves / Cruzeiro
Washington Alves / Cruzeiro

Mano aponta justiça no empate do Cruzeiro com o Corinthians

Treinador do time mineiro lamenta momento do empate dos paulistas, quando o adversário não pressionava muito

Estadão Conteúdo

02 Outubro 2017 | 10h02

O técnico Mano Menezes considerou justo o empate do Cruzeiro por 1 a 1 com o Corinthians, domingo, no Mineirão, pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro. O treinador reconheceu que o time caiu de rendimento na etapa final, quando sofreu o gol do time paulista, mas enxergou isso com naturalidade, especialmente porque o time decidiu a Copa do Brasil na quarta-feira passada.

+ Mano diz aguardar eleição para projetar futuro no Cruzeiro

"Tudo que aconteceu hoje está dentro da normalidade, considerando o título e a decisão de quarta-feira. Jogamos contra o líder do campeonato, que ficou a semana inteira treinando e nós passamos pelo que nós passamos. Os jogadores estão de parabéns nesse aspecto, foram briosos e tenho certeza de que estão todos exaustos no final do jogo. Tínhamos que passar por isso e passamos bem", disse.

Mano só lamentou que o Cruzeiro tenha sofrido o gol de empate em um momento do jogo em que o time não era tão pressionado pelo Corinthians - Clayson converteu pênalti aos 39 minutos do segundo tempo. "Quando sofremos o gol, não estávamos mais sendo assediados com o volume tão grande de jogo do Corinthians. Mas sofremos o gol e estabeleceu uma justiça. Seria natural que a gente sofresse com o desgaste na segunda parte do jogo, tanto que coloquei um terceiro jogador de meio-campo de contenção, coisa eu não tenho feito há bastante tempo, mas hoje era necessário", afirmou.

+ Mano recupera status com fim do jejum de títulos na sua competição 'preferida'

O empate com o Corinthians levou o Cruzeiro aos 41 pontos, em quinto lugar no Brasileirão. O time voltará a jogar no próximo sábado, quando vai receber a Ponte Preta, no Mineirão, pela 28ª rodada do torneio nacional.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.