Bruno Cantini/Atlético
Bruno Cantini/Atlético

Robinho marca 2 e Atlético-MG vence Atlético-PR na estreia de Oswaldo de Oliveira

Equipe mineira sobe duas posições na tabela e chega aos 34 pontos

Estadão Conteúdo

01 Outubro 2017 | 21h22

O atacante Robinho voltou ao time do Atlético Mineiro em grande estilo. O veterano, de 33 anos, foi o autor dos dois gols da equipe alvinegra na vitória por 2 a 0 sobre o Atlético Paranaense, neste domingo, na Arena da Baixada, em Curitiba, pela 26.ª rodada do Campeonato Brasileiro. A partida marcou a estreia do técnico Oswaldo de Oliveira no comando da equipe de Belo Horizonte.

+ TEMPO REAL - Confira os lances da partida

+ Confira a tabela do Campeonato Brasileiro

+ Avaí perde para Atlético-GO em casa e volta à zona de rebaixamento do Brasileirão

+ Grêmio vence Flu e diminui diferença para o líder Corinthians para nove pontos

O triunfo foi fundamental para a recuperação do clube mineiro no Nacional. O Atlético Mineiro consegue se afastar do risco de rebaixamento - o Avaí é o primeiro clube na zona do descenso, com 30 pontos -, saltando para a nona posição na tabela, com 34 pontos, mesma pontuação do Atlético Paranaense, que está em oitavo por ter vantagem nos critérios de desempate.

Os donos da casa começaram a partida pressionando o time alvinegro mineiro. O goleiro Victor teve trabalho aos 11 minutos, após uma saída errada da defesa atleticana que terminou com Pablo em condições de abrir o placar. Mas Victor conseguiu interceptar e mandar para escanteio.

O Atlético Mineiro teve uma boa oportunidade aos 17 minutos, em contra-ataque puxado pelo lateral-esquerdo Fábio Santos, que arrancou pelo meio e tocou para Fred. Mas o atacante bateu fraco, possibilitando ao goleiro Weverton encaixar a bola com tranquilidade.

O time mineiro abriu o placar aos 21 minutos com um belo gol de Robinho. Após cobrança de escanteio feita por Valdívia, a bola viajou na área. O atacante dominou com o joelho e emendou uma bomba para o gol, sem chances para Weverton, que ainda tocou na bola.

Na segunda etapa, o técnico Fabiano Soares colocou em campo o meia Felipe Gedoz, artilheiro do time paranaense no ano, com sete gols. O jogador já levou muito perigo para Victor aos 7 minutos, ao bater com efeito para o gol e obrigar o goleiro atleticano a espalmar para escanteio.

O treinador ainda faria outras duas alterações para tentar colocar o time paranaense mais à frente nos primeiro minutos da etapa final. E, aos 21, novamente Gedoz quase empatou a partida em uma cobrança de falta. A bola passou perto da trave esquerda de Victor, que saltou sem condições de alcançar o chute.

+ Vitória bate Botafogo de virada, encerra série de rival e respira no Brasileirão

+ Corinthians repete erros, mas consegue empatar com o Cruzeiro no Mineirão

+ São Paulo bate Sport e deixa a zona de rebaixamento após 13 rodadas

O meio-campista Matheus Anjos, outro jogador que entrou na segunda etapa para tentar fazer a equipe da casa igualar o placar, também deu um grande susto no goleiro atleticano ao arriscar de longe, por cobertura. Mas, a bola subiu demais.

Aos 27 minutos, Felipe Gedoz recebeu a bola na direita, limpou a jogada para dentro e bateu de perna trocada, obrigando Victor a realizar grande defesa. Minutos depois, Matheus Anjos tentou novamente de longe, mas errou o alvo. A 10 minutos do fim, Pavez bateu firme da entrada da área, a bola passou por Victor, mas o zagueiro Alex Silva colocou a cabeça na bola para salvar o Atlético Mineiro.

O time da casa seguia pressionando, mas sofreu um golpe fatal aos 37 minutos. O zagueiro Thiago Heleno perdeu a bola ao sair jogando. O equatoriano Cazares recuperou e tocou para Robinho, que chutou no canto direito de Weverton para matar a partida.

Nos minutos finais, torcedores do Atlético Paranaense se revoltaram com a atuação da equipe, que teve mais volume de jogo, mas não conseguiu converter a superioridade em gols. Houve confusão nas arquibancadas da Arena da Baixada e os seguranças do clube tiveram de intervir.

FICHA TÉCNICA:

ATLÉTICO-PR 0 X 2 ATLÉTICO-MG

ATLÉTICO-PR - Weverton; Jonathan, Wanderson, Thiago Heleno e Fabrício; Pavez, Matheus Rossetto e Guilherme (Matheus Anjos); Lucas Fernandes (Sidcley), Ribamar e Pablo (Felipe Gedoz). Técnico: Fabiano Soares.

ATLÉTICO-MG - Victor; Alex Silva, Leonardo Silva, Gabriel e Fábio Santos; Adílson, Elias, Cazares e Valdívia (Otero); Robinho (Clayton) e Fred (Rafael Moura). Técnico: Oswaldo de Oliveira.

ÁRBITRO - Wagner Reway (Figa/MT).

GOLS - Robinho, aos 21 minutos do primeiro tempo e aos 37 do segundo.

CARTÕES AMARELOS - Ribamar (Atlético Paranaense); Elias, Robinho, Victor e Alex Silva (Atlético Mineiro).

RENDA - R$ 187.030,00.

PÚBLICO - 13.177 presentes.

LOCAL - Arena da Baixada, em Curitiba (PR).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.