Robert Hanashiro/USA Today Sports
Robert Hanashiro/USA Today Sports

Em noite de celebração da memória de Kobe Bryant, Lakers caem diante dos Blazers

Partida marca a primeira vez que o time de Los Angeles joga desde a morte do astro e de sua filha

Redação, Estadão Conteúdo

01 de fevereiro de 2020 | 09h02

O primeiro jogo do Los Angeles Lakers após a morte de Kobe Bryant, ocorrida no último domingo, foi marcado pelas homenagens ao ídolo. Dentro e fora do Staples Center, casa da equipe da Califórnia, a memória de Kobe foi celebrada por jogadores e torcedores, que viram os Lakers serem derrotados por 127 a 119 pelo Portland Trail Blazers, com uma atuação impecável do armador Damian Lillard, na madrugada de sábado, pelo horário brasileiro.

A cerimônia de tributo a Kobe durou quase uma hora e teve diversas ações organizadas pelos Lakers para celebrar a memória de um dos maiores jogadores da história do time. No telão do ginásio, o ídolo apareceu em declarações antigas sobre sua vida no basquete e foram exibidas imagens de homenagens a ele feitas em várias partes do mundo nos últimos dias. O cantor Usher fez uma apresentação tocante na quadra, onde havia duas coroas de flores formando os números oito e 24 - usados por Kobe em sua trajetória de 20 anos nos Lakers. Também foram lembradas Gianna Bryant, filha do ex-jogador, e as sete outras vítimas do acidente de helicóptero.

Durante a execução do hino dos Estados Unidos, cantado pelo grupo vocal Boyz II Men, a emoção atingiu o ponto mais alto e vários jogadores choraram muito. Ao fim, LeBron James, astro da equipe de Los Angeles, fez um discurso em que exaltou os feitos de Kobe nas quadras e o legado que ele deixou para o basquete.

"Estamos todos feridos, estamos todos de coração partido, mas vejo isso como uma celebração de 20 anos de sangue, suor e lágrimas", disse LeBron. Enquanto isso, do lado de fora do ginásio milhares de fãs de Kobe acompanhavam a cerimônia.

No início da partida, uma cena que tornou-se comum desde domingo: em mais um gesto de reverência a Kobe Bryant, a bola ficou parada por 24 segundos antes de o jogo começar para valer. Quando isso ocorreu, Damian Lillard, craque dos Blazers, desequilibrou a partida. Ele anotou 48 pontos, pegou nove rebotes e deu dez assistências. Outro destaque do time visitante foi o pivô Hassan Whiteside, com 30 pontos, 12 rebotes e cinco tocos.

Do lado dos Lakers, Anthony Davis foi o principal destaque, com 37 pontos e cinco rebotes. Apesar de não ter sido brilhante, LeBron James esteve próximo de conseguir um triplo-duplo (dois dígitos em três fundamentos), com 22 pontos, dez assistências e oito rebotes.

Mesmo com a derrota, os Lakers continuam com a melhor campanha da Conferência Oeste da NBA, com 36 vitórias e 11 derrotas. Os Blazers, por sua vez, fazem uma temporada decepcionante, com 22 vitórias e 27 derrotas. A equipe de Lillard precisa melhorar muito para chegar aos playoffs.

Demais resultados da rodada de sexta-feira:

Detroit Pistons 92 x 105 Toronto Raptors

Brooklyn Nets 133 x 118 Chicago Bulls

Houston Rockets 128 x 121 Dallas Mavericks

New Orleans Pelicans 139 x 111 Memphis Grizzlies

Milwaukee Bucks 115 x 127 Denver Nuggets

Phoenix Suns 107 x 111 Oklahoma City Thunder

Jogos da rodada de sábado:

Los Angeles Clippers x Minnesota Timberwolves

Indiana Pacers x New York Knicks

Orlando Magic x Miami Heat

Washington Wizards x Brooklyn Nets

Cleveland Cavaliers x Golden State Warriors

Dallas Mavericks x Atlanta Hawks

Boston Celtics x Philadelphia 76ers

San Antonio Spurs x Charlotte Hornets

Portland Trail Blazers x Utah Jazz

Sacramento Kings x Los Angeles Lakers

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.