David Richard/USA TODAY Sports
David Richard/USA TODAY Sports

Serge Ibaka é expulso por tentar agredir rival do Cleveland; veja o vídeo

Espanhol parte para cima de Marquese Chriss depois de uma suposta provocação

Redação, Estadão Conteúdo

12 de março de 2019 | 10h18

Além de ter sofrido uma derrota por 25 pontos de diferença (126 a 101) para o Cleveland Cavaliers, fora de casa, na rodada da noite desta segunda-feira à noite da NBA, o Toronto Raptors acabou vendo o ala/pivô Serge Ibaka protagonizar uma atitude violenta que o fez terminar o jogo como destaque negativo de sua equipe.

Após sair do banco de reservas no decorrer da partida, o jogador de origem congolesa naturalizado espanhol vinha ajudando a sua equipe com oito pontos e sete rebotes, mas perdeu a cabeça após ser supostamente provocado por Marquese Chriss no final do terceiro quarto da partida. Ele foi para cima do atleta dos Cavaliers e tentou agredi-lo.

Primeiro Ibaka o pegou pelo pescoço e depois segurou a camisa do adversário. A confusão foi contida pelos outros jogadores e pelos árbitros do lado de fora da quadra atrás do garrafão defensivo do time de Cleveland, mas o espanhol quase acertou um soco em Chriss, que também tentou revidar depois de os dois se atracarem na briga.

Antes mesmo de ser excluído do jogo pela arbitragem, Ibaka se dirigiu ao vestiário e não deu entrevistas para comentar a sua atitude. O mesmo ocorreu com Chriss, que preferiu não comentar o episódio. Um porta-voz dos Raptors, porém, disse que a reação do espanhol foi motivada por algo que Chriss disse ao seu adversário enquanto os dois disputavam por uma bola.

No fim das contas, a briga realçou ainda mais a noite infeliz do time canadense, que ocupa a vice-liderança da Conferência Leste e acabou sendo atropelado pelo atual vice-lanterna, à frente apenas do New York Knicks. A NBA ainda não anunciou qual decisão será tomada em relação a Ibaka, que corre o risco de sofrer uma punição.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.