Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Com sete jogos sem tomar gol, Weverton se aproxima de repetir marca no Palmeiras

Goleiro está perto de igualar a sequência de invencibilidade obtida na última temporada

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

20 de maio de 2019 | 04h30

O goleiro Weverton, do Palmeiras, está perto de igualar uma marca individual expressiva obtida no ano passado. Como novamente não foi vazado no sábado, na vitória por 4 a 0 sobre o Santos, pelo Campeonato Brasileiro, no Pacaembu, o camisa 21 acumula sete partidas seguidas sem tomar gol e está a somente dois compromissos de repetir a sequência de nove jogos sem ser vazado pelos adversários.

Weverton sofreu um gol pela última vez na derrota por 1 a 0 para o San Lorenzo, na Argentina, pela Copa Libertadores. Depois disso ele passou ileso nos encontros diante de São Paulo, Junior Barranquilla, Melgar, Fortaleza, Inter, San Lorenzo, Atlético-MG e Santos. Nessas partidas o Palmeiras acumulou sete vitórias e confirmou na Libertadores a melhor campanha geral da fase de grupos e alcançou a liderança do Brasileiro.

Nesse interim o jogador não foi escalado para os confrontos contra o São Paulo, pela partida de volta da semifinal do Campeonato Paulista, e diante do CSA, pelo Campeonato Brasileiro. Na partida em Maceió o Palmeiras sofreu um gol no empate por 1 a 1, mas quem estava escalado como titular foi Jailson.

"O nosso equilíbrio foi muito interessante contra o Santos. No primeiro tempo eu quase não fiz defesas. Nós soubemos a ter tranquilidade de saber a hora certa de definir o jogo. Estamos felizes por isso", comentou Weverton após a vitória sobre o Santos. O goleiro se destacou na partida principalmente por uma defesa no segundo tempo em finalização do venezuelano Soteldo.

No ano passado Weverton chegou a ficar nove partidas sem tomar gol e se aproximou do recorde histórico do clube. A maior marca de invencibilidade de um goleiro foi conquistada em 1987 por Zetti, com 12 jogos. Em 2018 o atual goleiro palmeirense manteve o placar dos adversários zerado ao longo de mais um mês, até sofrer um gol na derrota do time no Allianz Parque por 1 a 0 para o Cerro Porteño, pela Copa Libertadores.

As duas próximas partidas que podem significar a Weverton igualar a própria marca serão contra o Sampaio Corrêa, na quarta, em São Luís, pela Copa do Brasil, e depois diante do Botafogo, no sábado, em Brasília, pelo Campeonato Brasileiro. A tendência é o técnico Luiz Felipe Scolari mexer no time para a partida no Maranhão e dar descanso para alguns titulares.

Além da performance de Weverton, o segredo para a marca também está na regularidade da defesa. O Palmeiras sofreu somente oito gols nos 27 jogos na temporada. No Brasileiro, nessas cinco primeiras rodadas, o time só foi vazado uma vez.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.