Rubens Chiri/São Paulo FC
Rubens Chiri/São Paulo FC

Acusado de agredir a mulher, goleiro Jean, do São Paulo, é preso nos Estados Unidos

Jogador é capturado pela polícia da Flórida por agressão doméstica denunciada em vídeo nas redes sociais; casal passava férias fora do Brasil

Redação, O Estado de S.Paulo

18 de dezembro de 2019 | 11h11

O goleiro Jean, do São Paulo, foi preso na manhã desta quarta-feira em Orlando, nos Estados Unidos. Acusado pela mulher, Milena Bemfica, de tê-la agredido durante uma discussão, o jogador de 24 anos foi capturado pelo Escritório Policial do Condado de Orange, na Flórida. A ficha de prisão está publicada no site do governo local.

No documento, consta que Jean foi preso às 7h27 no horário local (9h27 de Brasília). O motivo foi violência doméstica. O jogador, com a mulher e as duas filhas, passava férias nos Estados Unidos após o fim da temporada do futebol no Brasil. O atleta chegou ao São Paulo no fim de 2017 e tem contrato válido até o fim de 2022. A diretoria do clube do Morumbi cobra explicações e pensa em rescindir o vínculo do goleiro.

O caso de agressão se tornou público quando Milena publicou vídeos nas redes sociais na manhã desta quarta-feira. A mulher do jogador denunciou o marido por agressão e mostrava nas imagens seu rosto inchado e com hematomas. "Eu estou aqui em Orlando e olha o que o Jean acabou de fazer comigo. Jean acabou de me bater. Gente, socorro! Olha para isso, gente. Jean, goleiro do São Paulo, olha o que ele fez comigo. Eu quero justiça, eu quero justiça!", disse Milena.

Logo após a denúncia, Milena apagou o vídeo e gravou um outro, em que diz estar em local seguro e na companhia das duas filhas. Em uma das postagens, a mulher do jogador do São Paulo divulgou a captura da tela de celular de conversas que teve com o marido após as acusações. No diálogo, Jean faz uma ameaça a ela. "Parabéns. Terminou com a minha carreira. E suas filhas vão passar fome", escreveu o goleiro.

Em nota oficial, o São Paulo afirmou que vai aguardar a apuração do caso. "O São Paulo Futebol Clube informa que acompanha o caso envolvendo o atleta Jean Paulo Fernandes Filho e aguarda apuração dos fatos para definir as medidas cabíveis. Em seus quase 90 anos de existência, o São Paulo construiu uma história pautada por princípios sólidos de conduta dentro e fora de campo, e não abre mão deles", diz o texto.

OUTRAS POLÊMICAS DE JEAN

Em março deste ano, Jean foi afastado do restante do grupo tricolor por causa de uma discussão com Vagner Mancini, então técnico do São Paulo. Em março do ano passado, o jogador se desentendeu com o goleiro Sidão, na época também atleta do São Paulo. O problema entre eles surgiu após uma falha de Jean em campo. No dia seguinte, Sidão publicou um vídeo com defesas durante os treinamentos. Jean rebateu com uma indireta nas redes sociais. "Quem é mau caráter sempre vai achar uma desculpa par tornar legítimas suas ações", escreveu. O caso ficou nisso.

Durante o Brasileirão do ano passado, Jean pisou no escudo do Vitória após um jogo em que o São Paulo derrotou o adversário por 1 a 0. Os rivais foram tirar satisfação com o goleiro, revelado nas categorias de base do Bahia.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.