Ivan Storti/ Santos
Ivan Storti/ Santos

Ainda fora do Paulistão, Gustavo Henrique aprova cautela da comissão do Santos

Com problemas no joelho esquerdo, zagueiro ainda não pode ser escalado pelo técnico Jair Ventura

Estadão Conteúdo

21 Janeiro 2018 | 08h58

A lista de inscritos do Santos para o Campeonato Paulista conta com seis zagueiros, sendo dois do grupo de jovens da base, mas ainda não inclui Gustavo Henrique. Após sofrer com graves problemas no joelho esquerdo, ele vê a nova comissão técnica, dirigida por Jair Ventura, adotar cautela para aproveitá-lo, postura que garante aprovar.

+ Confira a tabela de classificação do Campeonato Paulista

+Com lesão na coxa, Lucas Veríssimo desfalca Santos contra o Bragantino

"O Jair está sendo bem cauteloso comigo. Me colocando para treinar aos poucos. A comissão sabe que eu tive problemas sérios no joelho ano passado e fiquei um bom tempo parado. Essa cautela deles é legal, mostra que estão preocupados comigo. Vou tentar me adaptar o mais rápido possível para ficar 100% à disposição", afirmou, ao site oficial do Santos.

David Braz, Lucas Veríssimo, Luiz Felipe e Cleber foram os zagueiros inscritos pelo Santos no Paulistão, além de Robson Bambu e Matheus Guedes, das divisões de base. Há, porém, ainda espaço para incluir quatro nomes, sendo que um deles com certeza será Gustavo Henrique, caso ele ganhe condição de jogo.

Em 2017, o zagueiro disputou apenas duas partidas pelo Santos, sendo que a última delas foi em setembro, em clássico contra o Corinthians, quando voltou a se lesionar, depois passando por artroscopia no joelho esquerdo. Otimista, Gustavo Henrique aposta que pode brilhar neste ano, mas reconhece que ainda precisa trabalhar para ficar à disposição de Jair.

"Espero que esse seja meu ano. Vou trabalhar muito para isso. Já sofri muito com lesões. Quero só evoluir agora para conquistar muitas coisas aqui. Fiquei durante as férias aqui no CT para me recuperar. Consegui trabalhar bem, mas no treino com bola o ritmo é diferente. Fiquei muito tempo parado e isso atrapalha. Estou sentindo a falta de ritmo e de preparo físico. Mas estou evoluindo e espero voltar o mais rápido possível para ajudar o Santos", disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.