Bruno Haddad/Cruzeiro
Bruno Haddad/Cruzeiro

Após derrota, Arthur Caíke pede paciência para a torcida do Cruzeiro

Atacante destacou a qualidade do América e enalteceu o segundo time da equipe celeste

Redação, Estadão Conteúdo

29 de agosto de 2020 | 22h38

Autor do gol de consolação do Cruzeiro na derrota para o América-MG, por 2 a 1, no Mineirão, o atacante Arthur Caíke lamentou mais um tropeço no Campeonato Brasileiro da Série B e pediu paciência ao torcedor.

"A gente sabia da qualidade do América, que vem um ano e meio juntos. A gente tem que ter paciência, o torcedor também. A gente está procurando encaixar o mais rápido possível, estamos trabalhando firme em busca do melhor", disse o atacante.

Apesar do resultado negativo, Arthur Caíke acredita que coisas boas podem ser tiradas do jogo deste sábado. Ele elogiou o segundo tempo do Cruzeiro, que diminuiu e chegou a criar chances para empatar.

"Infelizmente não conseguimos os três pontos, mas é pegar as coisas boas, principalmente no segundo tempo, que foi muito bom, conseguimos colocar a bola no chão. É assim que tem que ser", finalizou Arthur Caíke, que, de falta, marcou seu primeiro gol pelo Cruzeiro.

O time comandado por Enderson Moreira chegou ao terceiro jogo sem vitória e vai tentar encerrar o jejum na próxima quarta-feira, contra o Brasil de Pelotas, em Pelotas, pela sétima rodada da Série B.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.