Ivan Storti/Santos FC
Ivan Storti/Santos FC

Após queda nos pênaltis, Gustavo Henrique diz que Santos sai de 'cabeça erguida'

Zagueiro destaca a boa atuação do time alvinegro durante a partida contra o Corinthians

Redação, O Estado de S.Paulo

08 de abril de 2019 | 22h54

O zagueiro Gustavo Henrique fez o gol da vitória do Santos por 1 a 0, no tempo normal, nesta segunda-feira, diante do Corinthians, mas estava muito triste após a eliminação da equipe de Vila Belmiro nas semifinais do Campeonato Paulista nos pênaltis, com a derrota por 7 a 6.

"Falar de injustiça no futebol é muito complicado. Pressionamos o tempo inteiro. Lutamos do primeiro ao último minuto, fizemos o nosso melhor e saímos de cabeça erguida", disse, ao SporTV.

O jogador agradeceu ao apoio da torcida após o final do jogo - eles aplaudiram e gritaram o nome do time, mesmo decepcionados com a eliminação. "Eles (torcedores) viram que nós demos o nosso melhor. Não faltou empenho. Temos de agradecer a torcida que esteve envolvida o tempo todo", acrescentou.

Gustavo Henrique também aproveitou para elogiar o companheiro Victor Ferraz, capitão do Santos e que errou a ultima cobrança de pênalti após ser um dos destaques do time durante os 90 minutos - Kaio Jorge também perdeu outra cobrança. "Poderia ter acontecido comigo, com qualquer um. Ele é um grande líder, fez uma partida extraordinária. Futebol é assim mesmo. Vamos pensar daqui para frente", disse.

Fora do Paulistão, O Santos volta a jogar nesta quinta-feira pela terceira fase da Copa do Brasil. Vai ser o jogo de volta diante do Atlético Goianiense, na Vila Belmiro. Na ida, o time de Goiás venceu por 1 a 0. Assim, precisa de um triunfo por dois gols de diferença para não precisar de nova disputa de pênaltis.

Notícias relacionadas

    Encontrou algum erro? Entre em contato

    Tendências:

    O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.