Diego Vara/Reuters
Diego Vara/Reuters

Arthur passa por avaliação do departamento médico da seleção após pancada

Volante do Barcelona recebe cuidados especiais após se machucar em amistoso contra Honduras

Raphael Ramos, O Estado de S. Paulo

10 de junho de 2019 | 13h00
Atualizado 10 de junho de 2019 | 16h22

O volante Arthur será avaliado pelo departamento médico da seleção brasileira nesta segunda-feira para saber a gravidade da pancada no joelho direito sofrida durante o primeiro tempo da goleada por 7 a 0 sobre Honduras, domingo, em Porto Alegre. O jogador, inclusive, não vai participar do treino marcado para 16h no estádio do Pacaembu. O Brasil estreia na Copa América na sexta-feira, diante da Bolívia, no Morumbi.

O jogador do Barcelona levou um carrinho do hondurenho Quioto e deixou o campo de maca, reclamando de muitas dores no joelho direito. O lance provocou a expulsão do adversário no primeiro tempo.

No domingo, o técnico Tite não demonstrou preocupação com a situação de Arthur. "Vi no semblante dele. Sem passar por cima do doutor, mas animicamente deu para ver. Fui dar um abraço e ele já disse que era só uma pancada", disse o treinador. Mesmo assim, o volante será avaliado nesta segunda-feira pelo departamento médico da seleção, ao ser submetido a exames de imagem e depois ficar em observação pelo médico Rodrigo Lasmar.

No amistoso contra Honduras, coube ao volante Allan, do Napoli, substituiu Arthur. Sua atuação foi elogiada pela comissão técnica. 

Já o lateral-direito Fagner, que se apresentou à seleção com uma lesão na coxa esquerda, deve participar do treino desta segunda-feira  com o restante do grupo. No domingo, o jogador do Corinthians não foi nem relacionado para a partida contra Honduras e, antes do jogo, fez um treino ao lado do atacante Willian no CT do Internacional.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.