Marco BERTORELLO / AFP
Marco BERTORELLO / AFP

Artista gráfico italiano cria chuteiras em homenagem a Eriksen após mal súbito na Euro

Salvatore Cosentino usa as imagens da bandeira da Dinamarca e do escudo da Inter de Milão nos calçados do meia dinamarquês que foi 'ressuscitado' no sábado em Copenhague

Redação, O Estado de S. Paulo

16 de junho de 2021 | 17h12

O artista gráfico italiano Salvatore Cosentino personalizou um par de chuteiras em homenagem ao meia dinamarquês Christian Eriksen, que se recupera após um mal súbito na partida entre a sua seleção e a Finlândia na Eurocopa, sábado. O jogador caiu desacordado no gramado e precisou ser reanimado com massagens no peito. Ele deixou o estádio acordado depois de passar por reanimação cardíaca. Eriksen está hospitalizado, mas não tem previsão de alta. 

O designer de 53 anos usou a bandeira dinamarquesa, o escudo da Inter de Milão, time de Eriksen e atual campeão italiano, para personalizar as chiteiras. "É um presente dedicado a ele", disse o artista. "Espero que traga um bom presságio para o jogador de futebol e sobretudo para o homem Christian Eriksen".

Em sua oficina em Aosta, na região noroeste da Itália, Cosentino costuma personalizar chuteiras para outtros jogadores da Série A do Campeonato Italiano, como Romelu Lukaku e Papu Gómez, ex-jogador da Atalanta.

Eriksen permanece hospitalizado em Copenhague para exames complementares. O jogador dinamarquês afirma que se sente melhor e que quer entender o que aconteceu no estádio Parken. O jogo contra a Finlândia foi interrompido aos 43 minutos do primeiro tempo, depois do meia ter tido o problema e recuperado a consciência ainda no gramado. "Ele tinha partido, e fizemos a manobra. Trouxemos Eriksen de volta rapidamente. Foi muito rápido. Sobre os detalhes, preciso deixar os especialistas do hospital falarem. Ele ainda está estável e, dentro das circunstâncias, está bem", explicou o médico da seleção dinamarquesa Morten Boesen. 

O jogador ainda não tem previsão de alta, mas os médicos mostram confiança de que poderá retornar aos campos. "Obrigado a todos, não vou desistir", foram as primeiras palavras do meia por meio de seu empresário Martin Schoots. Recentemente, ele postou uma foto sorrindo na cama do hospital.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.