Ander Gillenea/AFP
Ander Gillenea/AFP

Barcelona empata fora com a Real Sociedad e pode perder liderança do Espanhol

Resultado pode tirar o topo do time catalão já que o Real Madrid, apenas um ponto abaixo, ainda joga na rodada

Redação, Estadão Conteúdo

14 de dezembro de 2019 | 14h56

Acostumado a ter dificuldades contra a Real Sociedad, o Barcelona não jogou bem neste sábado e empatou em 2 a 2 com o rival basco fora de casa, no estádio Anoeta, em duelo da 17ª rodada do Campeonato Espanhol. O resultado pode tirar a liderança do time catalão.

O Barcelona pode perder a ponta porque está, agora, com 35 pontos, apenas um de vantagem para o arquirrival Real Madrid, o vice-líder, e que ainda joga nesta rodada diante do Valencia, domingo, fora de casa. A Real Sociedad faz boa campanha até aqui, com 28 pontos, na briga por uma vaga na próxima Liga dos Campeões.

Oponentes na briga pela liderança, Barcelona e Real Madrid fazem clássico na próxima quarta-feira, às 16 horas (de Brasília), no Camp Nou. O jogo, válido pela décima rodada, seria no final de outubro, mas foi adiado em razão dos protestos na Catalunha em favor da independência da região. Além da rivalidade, o confronto valerá a liderança.

O Barcelona teve momentos tão distintos na partida que pode, ao mesmo tempo, lamentar e comemorar o resultado. No primeiro tempo, a equipe catalã foi dominada pela Real Sociedad, que abriu o placar aos dez minutos, depois que Oyarzabal converteu penalidade cometida por Busquets em Llorente.

O domínio do time basco era tamanho que o Barcelona não conseguia construir uma jogava ofensiva e até os 35 minutos do primeiro tempo havia finalizado apenas uma vez ao gol. No entanto, a equipe catalã contou com uma falha de Llorente para empatar. No lance, o espanhol foi enganado pelo quique da bola e viu Suárez armar o contra-ataque e lançar Griezmann. O francês invadiu a área e tocou por cima do goleiro Remiro para marcar contra o time que o revelou para o futebol.

Quando as coisas não vão bem, o Barcelona costuma recorrer a Messi. E foi o que aconteceu neste sábado. Mesmo apagado na partida, o craque argentino foi decisivo para a virada ao dar linda assistência para Suárez marcar o segundo gol aos quatro minutos do segundo tempo.

Quando parecia ter se encontrado no jogo, a equipe do técnico Ernesto Valverde voltou a mostrar lentidão e apatia e não conseguiu sustentar a vantagem, desfeita aos 17 minutos com o gol do atacante sueco Isak, que foi às redes aproveitando rebote de Ter Stegen. O brasileiro Willian José entrou, os mandantes seguiram pressionando, mas o empate permaneceu até o final.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.