Cesar Grecio/Ag. Palmeiras
Cesar Grecio/Ag. Palmeiras

Bruno Henrique afirma que terapia lhe ajuda a ter boa fase

Jogador do Palmeiras comemora gols contra o Atlético-MG e conta que trabalho mental contribui para concentração

O Estado de S. Paulo

23 de julho de 2018 | 16h29

O meia e capitão do Palmeiras, Bruno Henrique, afirmou nesta segunda-feira que um dos segredos para ter evoluído no time e se destacado nas partidas é uma rotina fora dos treinamentos. Em entrevista ao canal SporTV, o jogador contou que as sessões de terapia têm lhe ajudado a se concentrar mais no futebol e deixar de lado problemas pessoais.

+ Árbitro afirma que cartão para Moisés foi por comemoração demorada

+ Borja treina de novo em campo e avança em recuperação no Palmeiras

"A terapia tem me ajudado bastante. O jogador tem várias coisas que cercam ele e não tem noção. Terapia está ajudando bastante e isso ajuda no futebol. Fico com a cabeça boa, mais tranquila e me ajuda no futebol", disse Bruno Henrique, autor de dois gols da equipe na vitória por 3 a 2 sobre o Atlético-MG, no último domingo, pelo Campeonato Brasileiro.

Bruno Henrique chegou neste ano à marca de nove gols, o número mais alto da carreira. O meia assumiu também o posto de capitão e contra o Atlético-MG marcou um belo gol de falta, além do lance decisivo para a vitória, com o gol nos acréscimos. Nos amistosos de intertemporada na América Central ele também se destacou, ao marcar duas vezes em três partidas.

Por essas atuações, o jogador afirma que se vê em condições de continuar como o capitçao da equipe. "Acredito muito que os treinamentos do dia a dia fazem você chegar ao jogo e desempenhar um bom papel. Capitão tem vários tipos de liderança, me vejo como uma liderança dessa forma, de trabalhar todos os dias", comentou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.