Wilton Junior/Estadão
Wilton Junior/Estadão

Com atraso, seleção chega em Viena para amistoso contra a Áustria

Delegação frustra um pequeno grupo de cerca de cinco dezenas de pessoas que foi ao hotel do Brasil

Almir Leite, enviado especial / Viena, O Estado de S.Paulo

08 Junho 2018 | 19h42

A seleção brasileira chegou pelos fundos em Viena. A delegação desembarcou na noite desta sexta-feira na capital da Áustria para o amistoso deste domingo contra a seleção da casa, o último teste antes da estreia na Copa do Mundo da Rússia, e frustrou um pequeno grupo de cerca de cinco dezenas de pessoas que foi ao hotel em busca de um contato com os jogadores. Ainda assim, alguns deles conseguiram chamar os atletas para que lhes desses autógrafos.

+ Rivaldo diz que Neymar é um camisa 10 que pode fazer a diferença na Copa

+ CBF trata de renovações antes mesmo do início da Copa do Mundo

+ Volante Fred fica fora de treino e preocupa a seleção brasileira

Os torcedores, muitos deles brasileiros, começaram a chegar ao hotel no final da tarde, com o dia ainda claro. Esperaram pacientemente e se dispersaram com rapidez depois que todos os jogadores foram para os seus quartos.

A chegada na capital da Áustria ocorreu com três horas de atraso em relação à programação inicial. A viagem já começou atrasada, pois a delegação deixou o CT do Tottenham, em Londres, depois do horário originalmente marcado para o embarque no Aeroporto de Stansted, que fica a cerca de 30 minutos do local que serviu de concentração para os brasileiros.

Na Áustria, a seleção fará um treinamento neste sábado no estádio Ernst Happel, que receberá o amistoso no dia seguinte. O técnico Tite confirmou que Neymar vai iniciar a partida e assim o Brasil terá em campo o quarteto formado por ele, Willian, Philippe Coutinho e Gabriel Jesus. A expectativa é de que o craque atue entre 60 e 75 minutos.

 

O volante Fred, que sofreu pancada no tornozelo direito, desferida por Casemiro, no treinamento da última quinta-feira, está fora da partida. Em compensação, Renato Augusto, que viveu uma semana de drama por causa de dores no joelho esquerdo e chegou a ficar ameaçado de corte, treinou na quinta e nesta sexta -, vai ficar no banco de reservas e tem chance de entrar no segundo tempo.

Horas depois da partida contra a Áustria, pela programação divulgada pela CBF, a seleção brasileira embarca para Sochi, na Rússia, devendo chegar à cidade russa na manhã de segunda-feira.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.