Daniel Teixeira/Estadão
Daniel Teixeira/Estadão

Com dois de Bruno Henrique e um de Lucas Lima, Palmeiras bate o Paraná sem sustos

À espera de Felipão, clube alviverde faz 3 a 0 em casa no primeiro jogo após a demissão de Roger Machado

Matheus Lara, O Estado de S.Paulo

29 de julho de 2018 | 12h55

À espera do novo técnico Luiz Felipe Scolari, o Palmeiras não teve problemas para derrotar o Paraná Clube neste domingo no Allianz Parque no primeiro jogo após a demissão de Roger Machado. Com o interino Wesley Carvalho no comando do time, o clube alviverde venceu por 3 a 0, dois do volante Bruno Henrique e um de Lucas Lima.

+ AO VIVO: Veja como foi o jogo, lance a lance

+ TABELA: Veja como fica a classificação do Brasileirão

A vitória alivia o momento de tensão pelo qual passa o clube com as mudanças em sua comissão técnica. Ainda que diante de um adversário da zona de rebaixamento, foi a primeira vitória com autoridade do time após a parada para a Copa do Mundo. Antes, havia empatado com o Santos, vencido o Atlético-MG com gol no último minuto e perdido para o Fluminense. A vitória em casa faz o Palmeiras chegar aos 26 pontos no Brasileirão e se aproximar das primeiras posições da tabela.

  

A troca de passes no meio-campo foi o trunfo palmeirense para sair vitorioso no duelo válido pela 16ª rodada do Brasileirão. A pressão alviverde foi desde o apito inicial. Atuando centralizado, Scarpa foi peça-chave na articulação de jogadas e, com Dudu pela esquerda, fazia o Palmeiras chegar com perigo, mas sem conseguir finalizar.

Isso até os 13 minutos do 1º tempo. Foi o camisa 7 que cruzou rasteiro na área para Willian, que viu Bruno Henrique se aproximar com velocidade e passou na medida para o volante acertar o gol no canto direito do goleiro paranista.

O gol fez os visitantes se fecharem mais e apostarem nos contra-ataques. Mas o Palmeiras foi mais efetivos nos desarmes e bloqueios. As melhores chances do Paraná no primeiro tempo surgiram de bolas paradas, mas ainda com pouco perigo. Enquanto isso ,os donos da casa tentavam achar espaços para ampliar.

Aos 22 ainda da primeira parte, Willian alcançou um longo cruzamento na entrada da área e, de primeira, tentou encobrir o goleiro Thiago Rodrigues, mas faltou força. Pouco depois, Artur saiu da marcação pela direita, ajeitou para o pé esquerdo e chutou forte. O arqueiro tricolor rebateu, viu Scarpa chegar sozinho para ampliar, mas conseguiu se antecipar e evitar o gol.

A insistência do Palmeiras foi premiada aos 40 minutos, quando Bruno Henrique aproveitou rebote do chute de Artur e fez o segundo dele na partida, o 11º do volante na temporada. 

À frente no placar, o Palmeiras relaxou no início do segundo tempo e viu o Paraná pressionar na bola parda. Após cobrança de falta, Leandro Vilela cabeçeou perto do gol de Weverton. Aos 11, Silvinho acertou uma bomba no travessão cobrando falta da meia-lua.   

Mas a pressão dos visitantes durou pouco tempo. O Palmeiras acertou a marcação e, compactado, tentava chegar à frente para ampliar. Aos 32 do 2º tempo, Lucas Lima, que saiu do banco, aproveitou rebote do goleiro Thiago Rodrigues para, de primeira, fazer um golaço de fora da área e fechar o placar a favor do Palmeiras.

FICHA TÉCNICA:

PALMEIRAS 3 X 0 PARANÁ

Palmeiras: Weverton; Mayke, Antônio Carlos, Thiago Martins e Diogo Barbosa; Bruno Henrique (Thiago Santos), Moisés e Gustavo Scarpa (Hyoran); Artur (Lucas Lima), Willian e Dudu. Técnico: Wesley Carvalho.

Paraná: Thiago Rodrigues; Junior, Cleber Reis (Renê Santos), Rayan e Mansur; Vilela, Caio Henrique e Alex Santana (Torito); Silvinho, Carlos (Iacovelli) e Rodolfo. Técnico: Rogério Micale.

Gols: Bruno Henrique, aos 16' e 40' do 1º tempo; Lucas Lima, aos 32' do 2º. 

Cartões amarelos: Diogo Barbosa, Mayke, Rodolfo e Mansur.

Árbitro: Wagner Reway (MT)

Público: 35.776

Renda: R$ 2.565.986,14

Local: Allianz Parque, em São Paulo.

Tudo o que sabemos sobre:
Palmeiras

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.