Taba Benedicto/Estadão
Taba Benedicto/Estadão

Com gols 'relâmpagos', Corinthians derrota o Santos em seu primeiro clássico do ano

Time de Tiago Nunes marca nos primeiros minutos de cada etapa e acaba com invencibilidade do rival

Dani Arruda, especial para o Estado, O Estado de S.Paulo

02 de fevereiro de 2020 | 13h24

O Corinthians derrotou o Santos por 2 a 0, neste domingo, na Arena Corinthians, pela 4ª rodada do Campeonato Paulista

Everaldo e Janderson, logo no primeiro minuto de cada tempo, marcaram os gols da vitória. O time comandado por Tiago Nunes não vencia há duas rodadas, depois de empatar com o Mirassol e perde da Ponte Preta. O Santos, por sua vez, sofreu a sua primeira derrota e teve a sua pior apresentação neste Paulistão.

Com o resultado, o Corinthians assume provisoriamente a liderança do Grupo D com 7 pontos, três à frente do Guarani, que recebe o Santo André, neste domingo, no Brinco de Ouro, em Campinas.

O Santos permanece na liderança do Grupo A com 7 pontos, e torce por um tropeço da Ponte Preta (6 pontos), diante da Internacional, nesta segunda-feira, em Limeira, para encerrar a rodada na primeiro posição.

Na 5ª rodada, o Corinthians encara a Internacional, domingo, 16h, novamente na Arena de Itaquera.

Antes, porém, o time viaja ao Paraguai, onde na quarta-feira faz o primeiro confronto contra o Guarani, pela 2ª fase de classificação da Copa Libertadores. O jogo de volta, em São Paulo, será no dia 12.  

Sem jogos durante a semana (o time estreia na fase de grupos da Libertadores apenas no dia 3 de março), o Santos retorna a campo na segunda-feira (10), para receber o Botafogo de Ribeirão Preto, 20h, na Vila Belmiro.

O JOGO

O Corinthians começou o clássico adotando uma postura ofensiva avassaladora, com uma chance de perigo aos 20 segundos e o gol logo no primeiro minuto, ambas com a participação do meia-atacante Everaldo.

Na primeira, ele recebeu passe de Luan, ajeitou e chutou para boa defesa de Everson.

No lance do gol, após cruzamento de Fagner pela direita, a bola passou pela zaga santista, por Boselli, e chegou a Everaldo que, livre de marcação, chutou cruzado na saída de Everson, abrindo o placar.

Mesmo em vantagem o Corinthians continuou em ritmo acelerado em busca do segundo gol, explorando o lado direito com Fagner, e assustou com Luan, aos 10.

Acuado e sem poder de reação, o Santos (sem contar com Sanchez e Marinho, machucados, e Soteldo, na seleção pré-olímpica da Venezuela), encontrou dificuldades para ter a posse de bola e, até os 30 minutos, não finalizou uma única vez contra o gol de Cássio.

Até o final da primeira etapa, o ritmo corintiano caiu e o Santos equilibrou o clássico, mas continuou sem força ofensiva para chegar ao empate.

Com uma primeira etapa muito abaixo do esperado, o time da Vila Belmiro ainda escapou de levar o segundo gol aos 38, depois que Sidcley, dentro da pequena área, chutou para fora; e aos 42, quando Everson fez boa defesa, após uma cabeçada do zagueiro Gil. 

O segundo tempo começou e, novamente no primeiro minuto, o Corinthians marcou o segundo gol. Após belo lançamento de Boselli no campo de defesa, Janderson avançou, entrou na área, e bateu cruzado na saída de Everson, ampliando o placar.

Na comemoração, Janderson acabou expulso pelo árbitro Luiz Flávio de Oliveira. Ele já tinha um cartão amarelo recebido na etapa inicial e, após o gol, foi comemorar com a torcida na escada que dá acesso à arquibancada.

O técnico Jesualdo Ferreira tentou, através de alterações, deixar o time mais ofensivo, dinâmico, mas não obteve êxito.

Mesmo com quatro atacantes (Sasha, Raniel, Kaio Jorge e Uribe), e um jogador a mais que o adversário em campo, o Santos foi ineficiente, lento, previsível.

O time da Vila Belmiro chegou a marcar com Uribe, aos 38, mas o árbitro anotou falta de Eduardo Sasha sobre Fagner, no lance.

Nos minutos finais, a torcida do Corinthians aproveitou a vantagem no placar e a troca de bola entre os jogadores para ecoar o grito de "olé" na Arena de Itaquera. 

FICHA TÉCNICA:

CORINTHIANS 2 x 0 SANTOS

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Pedro Henrique, Gil e Sidcley; Camacho (Gabriel), Cantillo, Everaldo (Mateus Vital), Janderson e Luan (Lucas Píton); Mauro Boselli. Técnico: Tiago Nunes.

SANTOS: Everson; Pará, Luiz Felipe, Luan Peres e Felipe Jonatan; Jobson (Uribe), Sandry (Evandro) e Pituca; Kaio Jorge (Jean Mota), Raniel e Eduardo Sasha. Técnico: Jesualdo Ferreira.

GOLS: Everaldo, a 1 minuto do 1º tempo; Janderson, a 1 minuto do 2º tempo.

ÁRBITRO: Luiz Flávio de Oliveira.

CARTÕES AMARELOS: Janderson, Jobson, Cássio.

CARTÃO VERMELHO: Janderson

PÚBLICO: 40.669 pagantes (40.935 total)

RENDA: R$ 2.355.356,04

LOCAL: Arena Corinthians, em São Paulo (SP)

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.