Mailson Santana/Estadão
Mailson Santana/Estadão

Com Fluminense em alta, Jádson cobra apoio da torcida na Copa do Brasil

Volanta afirma que time quer aproveitar goleada sobre o Flamengo para conseguir bom resultado contra o Avaí, na quinta

Estadão Conteúdo

26 de fevereiro de 2018 | 18h14

Depois de um início de ano conturbado, o Fluminense se recuperou, emendou uma sequência de goleadas e chegou ao ápice ao fazer 4 a 0 no arquirrival Flamengo, sábado, pelo Campeonato Carioca. Nos últimos três jogos, são 13 gols marcados e nenhum sofrido. A fase é das melhores e, agora, os jogadores esperam que a torcida faça sua parte diante do Avaí, quinta-feira, no Engenhão, pela Copa do Brasil.

+ Abel elogia atuação em goleada: 'Incontestável'

+ Tabela da Taça Rio

"É natural a desconfiança do torcedor quando as coisas não vão bem. Agora, estamos há um mês sem tomar gol, com atuações consistentes, contamos com o torcedor para comparecer e ajudar. Assim como os jogadores, eles também são importantes, ainda mais em um jogo como o de quinta-feira, em que temos que mostrar que dentro da nossa casa somos fortes. Então, é importante que o torcedor compareça e nos ajude a conquistar um bom resultado", declarou o volante Jádson, nesta segunda-feira.

Os últimos resultados fizeram com que o início de ano de péssimos resultados e decepções diante da debandada de nomes importantes do elenco ficasse para trás. Se a torcida pode celebrar um Fluminense bem mais confiável, os jogadores também aproveitam a boa fase para comemorar.

"A sensação é de que a gente está fazendo um bom trabalho, colocando em prática o que a gente vem treinando. É uma sensação de dever cumprido, de que estamos nos dedicando ao máximo", comentou Jadson.

O próprio volante, no entanto, ponderou sobre o momento vivido pela equipe e lembrou que o Fluminense passará a ser mais visado pelos adversários. "Temos que manter os pés no chão e saber que a gente tem muito a crescer e evoluir. Daqui para frente, a tendência é que fique cada vez mais difícil, porque hoje em dia todos os adversários se estudam e sabem os pontos fortes e fracos dos outros."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.