Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians
Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians

Com gols de defensores, Corinthians vence o Botafogo e pega o Bragantino na próxima fase

Henrique e Gabriel garantiram a vitória alvinegra em Ribeirão Preto

Gonçalo Junior, O Estado de S.Paulo

11 Março 2018 | 19h13

Com uma atuação segura, mas com pouco brilho, o Corinthians venceu o Botafogo por 2 a 0 na tarde deste domingo em Ribeirão Preto. A classificação do Corinthians como campeão de sua chave já estava definida, faltava apenas a definição do rival, que será o Bragantino. O time de Bragança superou a disputa com o Ituano no Grupo A e se classificou no saldo de gols. A decisão da vaga será na Arena Corinthians. Nesta terça-feira, a Federação Paulista de Futebol define as datas e horários da fase eliminatória.

+ TEMPO REAL - Confira os lances da partida

+ Confira a tabela de classificação do Campeonato Paulista

+ São Paulo vira sobre o Red Bull e decide vaga na semi em casa contra o São Caetano

Os destaques da partida foram os defensores: Henrique fez seu primeiro gol com a camisa do Corinthians após sete jogos e o volante Gabriel decidiu a partida com um belo gol por cobertura no final do jogo.

O técnico Fábio Carille decidiu poupar alguns titulares em Ribeirão Preto: Rodriguinho nem viajou por causa de dores no tornozelo; Jadson foi preservado por estar com dois cartões amarelos. Com isso, o treinador conseguiu recuperar os principais jogadores para a fase final, mas teve problemas de entrosamento na partida diante do Botafogo. Muitos erros de passe, sobretudo no primeiro tempo. Escalado no lugar de Fagner, o jovem Mantuan começou nervoso; Mateus Vital não teve a mesma atuação da partida diante do Millonarios, quando havia tido outra oportunidade, Lucca também foi discreto na organização do jogo.

O forte calor de 31 graus impôs um ritmo cadenciado ao jogo, moroso em alguns momentos. Sem velocidade, os dois times não conseguiam superar as defesas. Até os 30 minutos do primeiro tempo, momento da parada para hidratação, nenhuma chance de gol clara. Mais dispostos a acabar com a morosidade da partida, o Botafogo tentava jogar pelas laterais e, por esse caminho, conseguiu a melhor chance do jogo. Aos 41, Lucas Taylor cruza rasteiro e o goleiro Cássio tira a bola dos pés de Jheimy. O Corinthians respondeu aos 46, com sua primeira finalização: uma falta bem cobrada por Lucca, que Tiago Cardoso defendeu. Os jogadores de criação, especialmente Mateus Vital e Danielzinho, ficaram devendo.

+ Gabriel e Henrique celebram 'faro de gol' na vitória do Corinthians

A primeira grande jogada pelo Corinthians na partida resultou no primeiro jogo. O zagueiro Henrique começou a jogada com um desarme na área e avançou. Após bela troca de passes, com participação de Maycon e Mantuan, Romero cruzou na cabeça do defensor, que desviou para o gol de maneira consciente. Foi seu primeiro gol com a camisa do Corinthians após sete jogos disputados.

A principal diferença do Corinthians foi a adoção do esquema 4-1-4-1 na etapa final: Gabriel ficou à frente da zaga e Maycon teve mais liberdade para avançar. Com isso, o time ficou mais dinâmico e deixou de lado a lentidão da etapa inicial. Subiram de produção Mateus Vital e Romero. Esses fatores fizeram com novas chances de gol fossem criadas. Aos 14, Mateus Vital cruzou e Lucca falhou dentro da área. O erro claro, aliado a uma atuação discreta, fizeram com que fosse substituído por Danilo.

Atrás no placar, o Botafogo aumentou seu volume ofensivo, mas continuou pecando nas finalizações. Foi assim aos 24 quando Naylhor recebe a bola dentro da área após escanteio e chuta, mas Sidcley desvia; Aos 36, Jheimu cruzou fraco, quase um recuo para o goleiro Cássio.

O Corinthians conseguiu resolver a partida no contra-ataque. Após grande lançamento de Pedrinho, o volante Gabriel fez um golaço, por cobertura, finalizando como se fosse um atacante.  

FICHA TÉCNICA

BOTAFOGO 0 x 2 CORINTHIANS

GOLS: Henrique, aos 4 e Gabriel, aos 39 minutos do segundo tempo.

CORINTHIANS: Cássio; Mantuan, Pedro Henrique, Henrique e Sidcley; Gabriel, Maycon, Mateus Vital, Romero (Pedrinho); Lucca (Danilo) e Sheik (Kazim). Técnico: Fábio Carille.

BOTAFOGO: Tiago Cardoso; Marcos Martins, Naylhor, Plínio e Mascarenhas; Walfrido, Diones, Lucas Taylor (Wesley), Danielzinho (Cafu) e Dodô (Lelê); Jheimy. Técnico: Léo Condé.

JUIZ: Flavio Rodrigues de Souza.

VERMELHO: Lelê

PÚBLICO: não divulgado.

LOCAL: Santa Cruz

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.