Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Corinthians cumpre com a obrigação e bate o Deportivo Lara na Arena

Alvinegro chega à primeira vitória na Libertadores com triunfo por 2 a 0

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

14 de março de 2018 | 23h49

A experiência de Emerson Sheik e a boa fase de Rodriguinho - com uma dose de sorte  - garantiram a vitória do Corinthians por 2 a 0 sobre o Deportivo Lara, na Arena Corinthians, pela Copa Libertadores. O resultado deixa a equipe brasileira na liderança do grupo 7, com quatro pontos.

+ Corinthians diz que só contrata Zeca se não tiver risco jurídico

+ Em seu 150º jogo pelo clube, Rodriguinho destaca início do time na Libertadores

Na terça-feira, o discurso no Corinthians era de que o time tinha a obrigação de vencer a partida, mas seria preciso ter muita paciência, pois enfrentaria um adversário recuado. A leitura foi perfeita e o resultado positivo conquistado, como era de se esperar. A equipe  brasileira teve o domínio do jogo diante de venezuelanos que só sabiam dar chutões para frente, mas faltou coragem para arriscar. Embora estivesse longe de um primeiro tempo primoroso, os corintianos tiveram a oportunidade de abrir o placar no primeiro tempo com dois pênaltis não marcados.

No primeiro lance, o goleiro atropelou Romero dentro da área e o juiz deu impedimento do corintiano. Depois, Mendoza puxou a camisa de Balbuena e nada foi marcado.

Apesar da chuva forte que caia na Arena Corinthians, algo que deixava os chutes de longa distância mais perigosos, o Corinthians não tentava usar tal artifício e ofereceu pouco perigo ao time venezuelano na primeira etapa da partida.

+ Vinicius Junior sai do banco, decide e Flamengo vira sobre o Emelec no Equador

+ Atlético-MG perde do Figueirense, mas avança nos pênaltis na Copa do Brasil

+ FPF muda data das quartas do Paulista, e Palmeiras decidirá na arena

No segundo tempo, o Deportivo Lara até ameaçou sair do campo de defesa, mas o atrevimento durou poucos minutos e logo o Corinthians retomou o domínio de jogo e, desta vez, resolveu chutar mais. Carille colocou Mateus Vital no lugar de Maycon para dar mais uma opção no ataque.

Antes mesmo da mudança surtir algum efeito, brilhou a estrela de Sheik. Aos 19, Romero cruzou e o atacante saltou bonito, como um centroavante, para abrir o placar.

E um pouco de sorte também foi preciso para  sacramentar o resultado positivo. Aos 31, Rodriguinho arriscou de fora da área, Pernia desviou para o próprio gol e marcou contra. Sem zebras e com a obrigação cumprida em sua casa.

O próximo jogo na Libertadores será dia 18 de abril, contra o Independiente, na Argentina.

FICHA TÉCNICA

CORINTHIANS 2 x 0 DEPORTIVO LARA

Gols: Emerson Sheik, aos 19 do 1º Tempo; Pernia (contra), aos 36 do 2º Tempo. 

Corinthians: Cássio; Fagner, Balbuena, Henrique e Sidcley; Gabriel, Maycon (Mateus Vital), Rodriguinho e Emerson (Júnior Dutra); Romero e Clayson (Pedrinho). Técnico: Fábio Carille. 

Deportivo Lara: Salazar; Aponte, Mendoza, Pernia e Chaurant; Andreutti, Sierra, Reyes (Cardozo), Ramírez e Soto (Valderrey); Hernández (Gonzalez). Técnico: Leo González. 

Juiz: Raul Orozco (BOL). 

Amarelos: Pernia, Júnior Dutra, Andreutti. 

Público e Renda: 31.524 pagantes (R$ 2.095.062,95).

Local: Arena Corinthians.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.